Fórum do Confap tem início em Campo Grande

Fórum do Confap tem início em Campo Grande
novembro 08 18:13 2016

confap-forum-campo“O Brasil tem saída com a pesquisa”, declarou Sergio Gargioni, presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), durante a abertura do último fórum da instituição, na manhã desta terça-feira, dia 08, em Campo Grande.

Segundo Gargioni, o conhecimento é o único caminho para sairmos da crise momentânea. “Em Santa Catarina, temos promovido a criação de empresas com base no conhecimento. Mesmo as indústrias tradicionais precisam da tecnologia para se manter competitivas”, explica o também presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc).

O presidente do Confap, presenciou recentemente na Alemanha um programa de aceleração de startups brasileiras e uma delas, a que ganhou a competição, era uma empresa do interior de SC, Chapecó. De acordo com Gargioni, ela já recebeu proposta de uma empresa alemã de receber R$ 1 milhão para começar novo processo na Alemanha.

Também na abertura do fórum, o ex-presidente do Confap e recém-empossado presidente do CNPq, Mario Neto Borges, disse que aceitou o desafio de conduzir a agência federal com orçamento reduzido por saber que a crise pode ser revertida com ciência e tecnologia.

“Se juntarmos agências federais e estaduais, as FAPs, vamos melhorar a situação. O Confap é o mais importante parceiro na esfera estadual de poder”, acrescentou Mario Neto, que trabalhou mais de 10 anos para o Confap, sendo os últimos como coordenador de Relações Internacionais.

O anfitrião do evento e presidente da Fundect, Marcelo Turine, se despediu do cargo e fez seu primeiro discurso como reitor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Turine toma posse no mesmo dia, mas segue participando do Fórum Confap em Campo Grande, que se estende até amanhã, dia 09.

  Categorias: