Fungo causador de doença pulmonar é alvo de estudo no Piauí

Fungo causador de doença pulmonar é alvo de estudo no Piauí
agosto 03 11:44 2009

A ocorrência de coccidioidomicose, doença que causa lesões pulmonares, em população do interior do Nordeste, sobretudo do Piauí, onde são registrados 80% dos casos, virou alvo de estudo do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (Ipec/Fiocruz). Pesquisadores do Laboratório de Micologia estão desenvolvendo o projeto Isolamento e identificação de Coccidioides posadasii / C. immitis de amostras de solo relacionadas a surtos de coccidioidomicose, contemplado recentemente pelo Programa Bolsa Nota 10 da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). Submetido por Regina Célia de Lima Macêdo, aluna do Programa Stricto Sensu em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas do Ipec, o projeto tem como objetivo realizar uma investigação epidemiológica de amostras de solo da região. Nas amostras, a identificação dos fungos causadores da doença é feita a partir de técnica inédita de biologia molecular.Pesquisadora_Regina_Celia_Macedo

“A pesquisa teve início na década de 1990, quando a coccidioimicose, até então uma doença endêmica da região desértica do sudoeste dos Estados Unidos, registrou casos no Nordeste brasileiro, onde indivíduos apresentavam sintomas como febre, tosse seca e lesões pulmonares. Na época, suspeitava-se de tuberculose, descartada em exames diagnósticos. Após investigações, confirmou-se a presença do fungo Coccidioises paradassi”, conta o pesquisador Bodo Wanke, coordenador do projeto e orientador de doutorado de Regina Célia. “Começamos, então, a investigar de que maneira esses indivíduos foram contaminados pelo fungo, cuja principal via de transmissão é a inalação de esporos provenientes do solo contaminado pelo agente”, explica ele.

Segundo Regina, o que se descobriu, por meio de relatos dos indivíduos infectados, é que havia algo em comum entre eles: a maioria tinha contato com solo de toca de tatu, por ocasião da caçada a este animal. O tatu, geralmente, se refugia em sua toca e a caçada requer uso de pá ou enxada para escavar e revolver a terra. Esta prática é muito comum na região, para o consumo da carne do animal. A partir dessas informações, os pesquisadores foram a campo, para coleta de amostras de solo, em cooperação com a Universidade Federal do Piauí e o hospital do Instituto de Doenças Tropicais Nathan Portela. As análises mostram que a poeira levantada naquelas escavações, para a caçada dos tatus, é responsável pela aspiração dos esporos do fungo pelos indivíduos.

A metodologia usada neste estudo é o diferencial. “Quando coletamos amostras de solo para a identificação molecular do agente causador da doença, nos deparamos com um desafio: naquelas amostras, havia o DNA de uma floresta inteira, isto é, elas continham uma quantidade e uma diversidade enormes de microorganismos”, conta Regina. “Para a identificação, é necessário um marcador específico para definir o fungo. Conseguimos, no Laboratório de Micologia, um marcado molecular de qualidade, capaz de ser o identificador do fungo patogênico em questão”, explica a pesquisadora, destacando que a manipulação deste microrganismo exige precauções de biossegurança de risco 3.

Após a análise de DNA, feita pela técnica de PCR, os pesquisadores confirmaram que 100% das amostras eram positivas para a presença do fungo caudador da coccidioimicose. Para efeito de comparação, quando a análise foi feita pela metodologia clássica (cultura com inoculação em camundongos), o fungo foi detectado em apenas 3Pesquisadora_Bodo_Wanke0% das amostras. “Com a metodologia clássica, o resultado não foi tão preciso. Já com um PCR simples, tivemos uma maior sensibilidade no método de biologia molecular, além da vantagem de dispensar o uso de animais de laboratório”, diz Regina Célia. Ao final do doutorado, a pesquisadora terá resultados mais completos quanto à abordagem molecular, comprovados em um número maior de amostras para identificação fúngica, o que poderá validar um novo método para investigação epidemiológica com foco na prevenção de surtos de micoses sistêmicas. O Programa Bolsa Nota 10 da Faperj tem como objetivo incentivar os melhores alunos de programas de pós-graduação de excelência.

 

Вряд ли кто-нибудь мог принять "Скачать программу для гитар"его за глупца или за "Программа для рисования на телефон скачать"негодяя.

При том, что "Скачать игры на компьютер на самолётах"Смит страдал дальтонизмом, он узнал красное кимоно с вышитыми на "Ролевая игра мафия"нем золотыми драконами.

Смит попытался подняться, "Мини игры марио"но замер, и в недоумении уставился "Муравьёва ирина позвони мне позвони скачать"на собственные ноги.

Всех "Песня всё забыто решено слёзы высохли давно скачать"вождей называли по имени, все имена были хорошо известны "Скачать страдания юного вертера"агенту и его "Читы для шарарама скачать"переводчикам.

Ну, не беспокойтесь, я этим займусь.

негромко "Кейген для crysis 2"окликнул он своего подчиненного и соучастника во всех дурных делах.

  Categorias: