Governo debate estratégias de fomento ao desenvolvimento das cadeias produtivas no Maranhão

Governo debate estratégias de fomento ao desenvolvimento das cadeias produtivas no Maranhão
abril 20 11:25 2016

reunião  2O Governo do Estado do Maranhão, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) e da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), realizou nesta terça-feira (19), no auditório da Fapema, um debate sobre estratégias de fomento ao desenvolvimento e a capacitação de profissionais e pesquisadores voltados para cadeias produtivas no Maranhão. Também participaram do encontro representantes do Sistema Estadual de Produção e Abastecimento (SEPAB), que é formado pelas secretarias de Agricultura Familiar, Agricultura e Pecuária, Pesca e Aquicultura, Desenvolvimento Social, Indústria e Comércio, Trabalho e Economia Solidária, além da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), vinculada à Sagrima.

Durante a reunião foram definidas dez cadeias produtivas que precisam ser desenvolvidas pela comunidade científica, dentre elas, a horticultura, a agricultura e a apicultura. Além disso, a Sagrima, em conjunto com a Fapema, elaborou um roteiro de atividades a serem realizadas durante 2016 para o fortalecimento das cadeias produtivas.

Para o diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira, a reunião entre o Sepab e a Fapema fortalece e viabiliza ações que ajudam a desenvolver as cadeias produtivas no Maranhão. “Essa aproximação articula os pesquisadores de forma que eles orientem as suas perspectivas e busquem a construção do conhecimento, cada vez mais atrelados à necessidade do Maranhão e para que possamos contribuir de maneira efetiva com a melhoria do desenvolvimento científico e tecnológico do que é produzido pela nossa agricultura”, pontuou.

O assessor de Planejamento e Ações Estratégicas da Sagrima, Messias Nicodemus da Silva, acredita que é fundamental a participação da Fundação de Amparo à Pesquisa enquanto fomentadora da pesquisa agropecuária e da geração do conhecimento, sobretudo na perspectiva do desenvolvimento das cadeias produtivas. “Sabemos que o grande desafio é incrementar a produção e sem tecnologia isso não é possível. Então entendemos que a Fapema, alinhada às cadeias produtivas, dentro do ‘Programa Mais Produção’, será fundamental. Esse momento é de extrema importância e espero que possamos juntos fortalecer as cadeias produtivas do Maranhão”, finalizou.

 

  Categorias: