Governo do Estado firma termo de cooperação com Unesco para ações na área da ciência e tecnologia

dezembro 14 18:55 2016

O Governo do Estado firmou na última semana termo de cooperação técnica com a Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para o fortalecimento da política de ciência, tecnologia e inovação do Maranhão. O convênio vai permitir, entre outras coisas, que o governo avance na criação do Museu do Saber, Parque Tecnológico, na elaboração da Política de Ciência e Tecnologia do Maranhão e carreira de estado para ciência e tecnologia. Essa é primeira parceria de uma Secretaria da Ciência e Tecnologia do Maranhão com um organismo internacional, sendo um marco no governo Flávio Dino.

“O que desenvolvermos aqui vai ter repercussão mundial, porque vamos trabalhar em parceria com o maior órgão de educação, ciência e cultura do mundo, que é a Unesco”, observou o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada, acrescentando que, além de cooperar na elaboração dos projetos, a Unesco também irá ajudar a secretaria no processo de captação de recursos para a execução dos mesmos.

A partir da cooperação será possível fortalecer as capacidades institucionais da Secti no desenvolvimento da política da ciência, tecnologia e inovação do Maranhão. “É um trabalho técnico que envolve formação, realização de eventos, elaboração de documentos técnicos e consultoria e assessoramento para que a gente possa aprofundar, melhorar, fortalecer e materializar em uma política de ciência e tecnologia para o estado do Maranhão”, disse o secretário.

As tratativas para firmar o acordo foram iniciadas em 2015. Durante esse período houve várias reuniões e visita de consultores da Unesco à Secti e da equipe da secretaria ao escritório da Unesco. O acordo que foi submetido e aprovado pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), ligada ao Ministério das Relações Exteriores.

Museu do saber

Prevista para ser construída como complemento da Praça Maria Aragão, a obra do Museu do Saber tem projeto arquitetônico desenhado por Oscar Niemeyer. A ideia do museu é possibilitar uma viagem pela história do Maranhão por meio de exposições temporárias e permanentes que envolvam cultura, arte, ciência e tecnologia. O museu deverá abrigar em seu acervo 17 mil gravuras de Arthur Azevedo, além de 300 quadros de diversos artistas, entre muitas outras peças do Estado que precisam ficar à disposição da comunidade.

  Categorias: