Governo do Estado realiza Seminário de Integração da Pesquisa e Saúde do Maranhão

Governo do Estado realiza Seminário de Integração da Pesquisa e Saúde do Maranhão
março 02 18:24 2016

1seminario01O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), deu início na manhã desta quarta-feira (02), no Palácio Henrique de La Rocque, ao Seminário de Integração da Pesquisa e Saúde do Maranhão.

Estiveram na mesa de abertura do evento o Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, o diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira, o vice-reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Fernando Carvalho, a professora Ana Lúcia Abreu Silva, representando o reitor da Universidade Estadual do Marahão (UEMA), Gustavo Pereira da Costa, e a secretária-executiva do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Aila Freitas.

“Gostaria que vivêssemos esses dois dias de seminário como um laboratório de função social da pesquisa. Esse não é um espaço de falas isoladas. É fundamental que saiamos daqui com uma bagagem de articulação interinstitucional muito forte. Todos os pesquisadores que apresentarão seus estudos aqui tem que ter um elo de ligação com quem está praticando isso institucionalmente, que é a Secretaria de Saúde”, disse Marcos Pacheco.

altO diretor-presidente da Fapema afirmou que a fundação tem um papel determinante na produção das pesquisas do Estado do Maranhão. “O espaço dado pela Secretaria de Saúde nos permite aproximar dos pesquisadores e a melhorar a transdisciplinariedade que existe entre as pesquisas. Que nos possamos fazer com os pesquisadores da área da saúde dialoguem entre si com o aparato do Estado para que possamos direcionar melhor a problematização da saúde e produzir pesquisas cada vez mais antenadas com as necessidades da população maranhense”, afirmou Alex Oliveira.

De acordo do vice-reitor da UFMA, Fernando Carvalho, as universidades tem contribuído dentro da perspectiva de produção científica e tecnológica dentro da área de saúde. “Temos vários cursos de mestrado e doutorado que produzem trabalhos que podem ser utilizados pelo Governo do Estado. Essa seminário é o primeiro passo para que a gente possa utilizar todos as pesquisas produzidas em favor da saúde da população maranhense”, ressaltou Fernando Carvalho.

Ao todo, 31 pesquisas sobre saúde pública serão apresentadas nos dois dias do Seminário de Integração da Pesquisa e Saúde do Maranhão. O evento encerra amanhã à tarde. 

  Categorias: