Governo planeja setor de Ciência e Tecnologia

Governo planeja setor de Ciência e Tecnologia
outubro 08 19:28 2009

ciencia A Secretaria de Ciência e Tecnologia do Maranhão (Sectec) realizou, na quarta-feira, 7, a I Oficina Preparatória para o Planejamento das Ações Estaduais de Ciência e Tecnologia 2010-2020. A oficina faz parte de um calendário que deve culminar, no início de 2010, com a entrega de um documento a ser apresentado à governadora Roseana Sarney.

Participaram da oficina técnicos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (Fapema), Universidade Virtual (Univima), Federação da Indústria (Fiema), Serviço de Apoio à Pequena e Micro Empresa (Sebrae), Serviço Social da Industria (Sesi), Serviço Social da Indústria (Senai), Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Centro de Capacitação Tecnológica do Maranhão (Cetecma), entre outras que desenvolvem e financiam ações na área de ciência e tecnologia (C&T) no Maranhão.

Durante a oficina foram discutidos quais os fatores determinantes na área de ciência e tecnologia para o próximo decênio. O secretário de Ciência e Tecnologia, Waldir Maranhão, destacou a importância de planejar as ações de forma integrada. “Não podemos pensar a Ciência e Tecnologia (C&T) como uma via de mão única. Temos de construir um futuro que atenda às necessidades existentes em todos os segmentos. Desta forma, o Maranhão poderá alcançar o desenvolvimento desejado”.

Um dos objetivos do trabalho é o fortalecimento do Sistema Estadual de C&T para que o Maranhão esteja apto a receber de forma adequada grandes investimentos como a Refinaria da Petrobrás.

Para o chefe da Assessoria de Planejamento e Ações Estratégicas da Sectec, Hênio Aragão, fazer um planejamento tão amplo nesta área é uma iniciativa pioneira no Nordeste. Segundo ele, por meio dessa iniciativa, o Maranhão sai na frente na criação de um cenário que atrai empreendimentos de grande porte que poderão contar com uma base tecnológica avançada e mão-de-obra qualificada.

De acordo com Aragão, o atual Sistema Estadual de C&T, dentro do novo cenário criado pela governadora Roseana Sarney no Maranhão, trabalha no fortalecimento das políticas de graduação, pós-graduação, extensão, desenvolvimento tecnológico, inclusão digital e geração de emprego e renda. Segundo ele, a Sectec é a grande responsável pelas mudanças que devem acontecer nos próximos anos, diante das opções a serem desenvolvidas.

“A proposta de fazer um planejamento tão amplo é motivada principalmente pelo desenvolvimento do setor industrial, pela política dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) e pela demanda de mercado que aponta para a necessidade de diminuição dos gargalos educacionais, científicos e tecnológicos”, destaca Hênio Aragão.

A próxima etapa do planejamento deve acontecer em novembro. Durante este período, as instituições que participaram do primeiro momento da atividade desenvolverão, internamente, as propostas apresentadas durante a I Oficina realizada com todos os integrantes do sistema.

Para Waldir Maranhão, este período é necessário para que haja uma maturação das propostas a partir das especificidades e competências de cada instituição. As propostas serão revistas e incrementadas para que sejam rediscutidas e, assim, convergirem para a criação do documento final.

  Categorias: