Fapema e universidades do Maranhão discutem convênio com instituto da França

Fapema e universidades do Maranhão discutem convênio com instituto da França
outubro 08 21:57 2010

INRIAA diretora presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Rosane Nassar Meireles Guerra, reuniu-se na tarde de sexta-feira, 08, com coordenadores de cursos de pós-graduação das universidades Estadual e Federal do Maranhão e do Instituto Federal do Maranhão. O objetivo da reunião foi difundir a proposta do convênio que será firmado entre a Fundação e o instituto Francês INRIA – Instituto Nacional de Pesquisa em Informática e Automação.

 

O convênio deve ser firmado até o final deste mês e o edital, resultado do convênio, lançado até o final do ano. O objetivo do edital é apoiar o desenvolvimento de projetos conjuntos de pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação, por meio do financiamento a atividades de cooperação entre pesquisadores vinculados às instituições sediadas no estado do Maranhão e pesquisadores do INRIA. Durante a reunião foi proposto aos coordenadores que apontassem as linhas de pesquisa a serem contempladas pelo edital.

 

O apoio destina-se ao financiamento da mobilidade de cientistas e pesquisadores com atuação em projetos de P&D&I. O convênio vai permitir que estudantes e pesquisadores brasileiros trabalhem em conjunto com pesquisadores franceses. “Em um primeiro momento esse seria o objetivo principal, mas, posteriormente, é possível também o desenvolvimento de projetos de pesquisa em conjunto aonde os laboratórios brasileiros serão financiados no Brasil, tanto pelas FAPs quando pelos órgãos de fomento federal. E os laboratórios franceses da mesma forma pelo governo Frances”, conta Rosane Guerra.

 

Para o coordenador de pós-graduação do curso de engenharia elétrica da Ufma, Sebastian Yuri Catunda, o edital, inédito no Maranhão, representa um avanço  no sentido de internacionalização, uma vez que possibilitará o intercâmbio de pesquisadores e alunos para frança onde poderão acompanhar tecnologias mais avançadas existente no país.

 

 

  Categorias: