Inovações em tecnologia mostradas na SNCT procuram melhorar o uso de recursos naturais

Inovações em tecnologia mostradas na SNCT procuram melhorar o uso de recursos naturais
outubro 23 22:00 2013

DSC 3352O terceiro dia de atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT, evento realizado pelo governo do estado por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia e FAPEMA, foi de muitas descobertas e alegria para quem passou pelo espaço montado na área externa do São Luís Shopping.

A estudante Valéria Pereira, 17 anos, moradora do bairro do anil, aproveitou bem a visita e expandiu seus conhecimentos em um breve passeio pela Semana. Depois de conhecer projetos científicos, tecnológicos e de inovação que estão sendo mostradas na IV Mostra Cientifica do Maranhão, a estudante passou no stand da Faculdade Laboro onde aproveitou para fazer limpeza de pele, uma das ações da faculdade levada para a SNCT. A limpeza é feita por alunos do Curso de Estética. “Estou muito satisfeita, porque além de aumentar meu aprendizado sobre a ciência e tecnologia, aproveito e saio mais bonita”, falou sorridente a estudante.

A turma de alunas do Programa Mulheres Mil do curso Acabamento em Pintura, da área da construção civil, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFMA, de Imperatriz trouxe para feira a Casa Sustentável toda construída com garrafas pet. Na maquete apresentada foram utilizadas 336 garrafas.

“Essas garrafas são descartadas de forma errada e nós reaproveitamos e sugerimos a casa sustentável contribuindo assim com meio ambiente e ajudando pessoas de baixa renda a ter uma moradia”, explicou aluna Dayse de Jesus Santos.DSC 3343

Experimentos – As boas idéias estão por toda parte na cidade da ciência. No stand da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa é possível ver as maquetes com os experimentos que mostram todo o processo da erosão hídrica, fossas sépticas biodigestoras, sistema de produção organizada, roça de toco, solo protegido.

“Mostramos a maneira correta de se proteger o solo. Temos que conscientizar as pessoas sobre a importância para que entendam que todo solo tem que ser protegido”, observou o agrônomo José Ribamar Costa Veloso.

Já o agrônomo João Batista Zonta explicou que as fossas negras são as principais responsáveis pela contaminação das águas subterrâneas e consequentemente os poços, pois liberam odor desagradável e alto concentração de coliforme fecais que atingem e contaminam as águas. E para tanto apresentou a fossa sépticas biodigestora evita a contaminação do lençol freático. “A fossa séptica contribui para meio ambiente não poluindo o lençol freático e ainda aproveita os degetos como fonte de adubação orgânica”, observou.

  Categorias: