Atenção: as inscrições para o Prêmio Fapema foram prorrogadas

Atenção: as inscrições para o Prêmio Fapema foram prorrogadas
setembro 30 03:00 2010

premio_2010_logotipoA Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) estendeu, até o dia 08 de outubro, o prazo de inscrições no Prêmio Fapema 2010. Os candidatos devem encaminhar a  documentação impressa, exigida no edital, ao Protocolo da Fapema, até às 17h do dia 13 de outubro de 2010. Quem estiver com dificuldades na inscrição deve entrar em contato com a Assessoria de Informática da Fundação, no telefone 2109-1431.

Podem se inscrever estudantes, pesquisadores, inventores, comunicadores e mestres do saber popular, que tenham produzido trabalhos inovadores e contribuído para o aprimoramento da ciência e tecnologia do Maranhão. O prêmio será realizado  em  uma  única  etapa. Os trabalhos  vencedores receberão  troféu  oficial  do  concurso,  diploma  e  premiação  em valores que variam entre R$ 1.800,00 e R$ 6.200,OO, de acordo com a categoria, modalidade ou área do conhecimento.

As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico www3.fapema.br/premio, onde pode ser encontrado, ainda, o edital completo. Serão premiadas 32 pessoas inscritas em uma das categorias: Pesquisador Júnior, Jovem Cientista,  Dissertação  de  Mestrado,  Tese  de  Doutorado,  Pesquisador  Sênior,  Divulgação Cientifica, Inovação Tecnológica e Desenvolvimento Humano.

“A premiação é uma maneira da Fapema reconhecer e valorizar quem ajuda a fortalecer a qualidade das escolas, academias, o setor empresarial e a difusão científica e tecnológica do Maranhão”, observa a diretora presidente da  Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Rosane Nassar Meireles Guerra.

Categorias

A premiação da Fapema inclui desde os trabalhos de pesquisa desenvolvidos na iniciação científica júnior, com estudantes do ensino fundamental ou médio, até pesquisadores de ponta (doutores). Aqueles que ainda estão começando a trilhar o caminho da investigação científica já podem ganhar o prêmio de R$ 1.800,00, na categoria Pesquisador Júnior. O valor também é conferido ao professor que orientou a pesquisa.

Os estudantes que deram um passo a mais e estão na graduação concorrem na categoria Jovem Cientista. Desdobrada em cinco grandes áreas do conhecimento (Ciências Exatas e Engenharias; Biológicas; Saúde; Agrárias e Veterinárias; e Humanas e Sociais), a categoria voltada à iniciação científica garante prêmios de R$ 2.500,00, a cada um dos premiados e seus orientadores.

Novidade da sexta edição, a categoria Dissertação de Mestrado, antes chamada de Talento Maranhense, também foi distribuída nessas categorias. “Somente trabalhos desenvolvidos em instituições locais serão premiados. Ainda que o aluno faça uma parte de sua pesquisa fora, é importante que esteja vinculado aos programas de pós-graduação maranhenses, como forma de valorizá-los”, ponderou Rosane Guerra. O prêmio será de R$ 3.200,00, neste caso.

Na categoria Tese de Doutorado, será premiado apenas o pesquisador com maior pontuação, independente da área de conhecimento, e seu orientador. O valor destinado é de R$ 4 mil. Os doutores, com pelo menos cinco anos de atuação regular e experiência na formação de recursos humanos, concorrem nas cinco modalidades da categoria Pesquisador Sênior. A eles, a Fapema destinou a maior importância em premiação: R$ 6.200,00.

Comunicadores, Inventores e Mestres do Saber Popular – O Prêmio Fapema não limitou seu reconhecimento aos que estão na academia. A premiação abrange, também, graduados em comunicação social com trabalhos de divulgação científica, em TV, rádio, impresso e internet. Nessa edição o valor da premiação da categoria aumentou de R$ 3 mil para R$ 5 mil. Os pesquisadores e inventores, que ganharem na categoria Inovação Tecnológica, receberão a mesma quantidade. Os inventos em fase de transferência de tecnologia para uso pela sociedade têm maior chance de conquistar esse prêmio.  

Desde o ano passado, foi incluída a categoria Desenvolvimento Humano e Preservação dos Bens Imateriais (Patrimônio Intangível), para homenagear iniciativas pautadas pela experiência cotidiana. É aqui que se enquadram os chamados mestres do saber popular.

 

  Categorias: