Jovens cientistas recebem prêmio por soluções inovadoras

setembro 16 19:46 2015

Nesta terça-feira (15), os vencedores da 28º edição do Prêmio Jovem Cientista recebem da presidenta Dilma Rousseff o troféu pelo reconhecimento do seu trabalho. A solenidade acontece no Palácio do Planalto. Neste ano, foram contemplados pesquisadores brasileiros, do ensino médio ao doutorado, que desenvolveram soluções inovadoras sobre o tema “Segurança Alimentar e Nutricional”.

 

A iniciativa tem como objetivo incentivar a pesquisa e a inovação no País. O prêmio é considerado um dos mais importantes reconhecimentos aos cientistas brasileiros. Entre os premiados estão projetos do Ceará, de Minas Gerais, do Pará, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e de São Paulo.

 

A inovação dos trabalhos inscritos impressiona. Entre os contemplados está um produto que permite ao consumidor identificar fraudes no leite. Outro premiado criou um novo modelo de agricultura urbana que oferece sistema sustentável de produção e aproxima os consumidores dos produtores. Além disso, outro estudante selecionado desenvolveu um estudo sobre a castanha-do-brasil como fonte de suplementação de selênio para idosos, que se revela importante aliado na prevenção de Alzheimer.

 

Também participam da cerimônia, o ministro de Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo; o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Hernan Chaimovich; o presidente da Fundação Roberto Marinho, José Roberto Marinho; a vice-presidente do Conselho do Instituto Gerdau, Beatriz Gerdau Johannpeter; e o vice-presidente para assuntos corporativos e sustentabilidade da BG Brasil, Paulo Macedo.

 

O Prêmio
O Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do CNPq, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, e conta com o patrocínio da Gerdau e da BG Brasil. A cada edição do Prêmio Jovem Cientista é indicado um tema importante para o desenvolvimento científico e tecnológico, que atenda às políticas públicas e tenha relevância para a sociedade brasileira.

Fonte: Blog do Planalto

 

  Categorias: