Jovens de Anajatuba, bolsistas do ‘Geração Ciência’, apresentam projeto durante simpósio na UFMA em São Luís

Jovens de Anajatuba, bolsistas do ‘Geração Ciência’, apresentam projeto durante simpósio na UFMA em São Luís
novembro 21 13:16 2016

geracao-ciencia-anajatuba2Privilegiados. É assim que os jovens Leonardo Rodrigues, de 15 anos, Laine Roberta, de 16 e Laura Raissa, de 17 anos, moradores e estudantes do município de Anajatuba, sentem-se ao vir para São Luís apresentar o projeto ‘Tambor de Crioula de Anajatuba: trajetórias e identidades’, durante o I Simpósio de Interdisciplinar do Dia da Consciência Negra, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

 

Os jovens estão entre os 188 estudantes maranhenses bolsistas do projeto Geração Ciência, realizado pelo Governo do Estado, através da Fundação de Amparo a Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão (Fapema) e Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv). Lançado em dezembro de 2015, o projeto conta com investimento de R$ 1 milhão para financiamento de pesquisa científica e tecnológica para alunos do Ensino Médio.

 

A secretária de Juventude Tatiana Pereira esteve durante a apresentação do projeto dos jovens de Anajatuba na UFMA. Para a gestora, o amplo alcance das políticas públicas de juventude é resultado do compromisso da gestão estadual em contemplar jovens de todo o Maranhão.

 

“O projeto Geração Ciência é prova do compromisso do Governo Flávio Dino em criar mecanismos que promova a inclusão e a transformação social da nossa juventude, tendo como base à educação e o protagonismo juvenil”, destacou.

 

Estudantes do Centro de Ensino Nina Rodrigues, Leonardo, Laine e Laura, contam que a coordenação e incentivo do professor Wellington Barbosa, foi fundamental para que eles acreditassem no potencial que têm e despertassem suas aptidões para desenvolver um projeto de pesquisa, mesmo ainda estando cursando o Ensino Médio.

 

“Em primeiro lugar agradeço muito ao professor Wellington, por nos incentivar e acreditar no nosso potencial. Nós somos privilegiados em estar participando, pois não é sorte, é oportunidade”, disse Laura Raissa.

 

Já para Leonardo Rodrigues, o principal resultado do projeto é a valorização cultural das raízes de Anajatuba e do seu povo. “O projeto Geração está me dando a oportunidade de pesquisar a história e identidade cultural do meu povo e mostrar tudo isso para outras pessoas de outros lugares”, relatou.

 

O professor Wellington destaca a importância da relação entre a pesquisa científica e a cultura local para o processo do ensino-aprendizagem de jovens e adolescentes.

 

“Essa relação da pesquisa científica com a cultura local, aliada ás demais ações do ambiente escolar é uma possibilidade muito grande de intercâmbio educacional que valoriza a comunidade e faz com que a escola deixe de ser mera reprodutora de conhecimento e passe a ser produtora do conhecimento”, explicou.

 

Projeto Geração Ciência

 

O projeto Geração Ciência tem por objetivo apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica para o Ensino Médio. Pretende, assim, contribuir para a formação de estudantes de escolas públicas do Ensino Médio, de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e do Programa de Educação Indígena, bem como incentivar o envolvimento de professores da rede pública de ensino com o sistema de Ciência e Tecnologia. Na sua primeira edição em 2016, foram selecionados 47 projetos com 47 professores e 188 estudantes.

 

Cada projeto selecionado conta com até quatro alunos e mais um professor coordenador. Para desenvolvimento do projeto, cada aluno recebe uma bolsa mensal no valor de R$ 120 e cada professor, uma bolsa no valor de R$ 400, além do investimento de até R$ 4 mil de auxílio-pesquisa para compra de materiais a serem utilizados no desenvolvimento da pesquisa.

 

 

  Categorias: