Julgamento do edital Universal terminou nesta quinta (09)

Julgamento do edital Universal terminou nesta quinta (09)
julho 10 19:47 2015

01universalO comitê de julgamento do edital Universal concluiu nesta quinta-feira (09) a avaliação das 396 propostas submetidas à chamada pública. Dentre os projetos analisados, 233 foram aprovados, somando recursos superiores a R$ 5 milhões, valor que ultrapassa a ordem de R$ 3 milhões previstas no edital. Com este edital espera-se criar condições para o desenvolvimento da pesquisa científica, tecnológica e inovação na perspectiva da melhoria do IDH no Maranhão.

Os professores ad hoc que integraram o comitê, a convite da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) eram, na sua maioria de outros estados e avaliaram como de alto nível os trabalhos apresentados pelos pesquisadores maranhenses. É importante lembrar que o edital Universal, inserido na Linha Mais Ciência e no âmbito do programa Mais Pesquisa, tem o objetivo de apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica, das diversas áreas de conhecimento, a ser desenvolvidos por mestres ou doutores nas instituições de ensino superior e de pesquisa sediadas no Maranhão.

A presença de consultores de outros estados no comitê, que esteve reunido durante quatro dias em São Luís, visou garantir mais lisura e legitimidade ao processo de avaliação dos trabalhos, segundo explicou o diretor-presidente da fundação, Alex Oliveira. A lista com o nome dos pesquisadores contemplados com o financiamento da fundação deverá ser divulgado nos próximos dias no site da instituição – www3.fapema.br.

Para o professor doutor, Raimundo Alves Barreto Júnior, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (RN), os trabalhos apresentados abordam temáticas importantes para esta região brasileira, possibilitando o diagnóstico de situações regionais utilizando metodologias já em uso e outras vezes métodos inovadores. “Este é um edital muito importante para a pesquisa no Estado”, destacou o professor.

A forma como o governo do Estado e a FAPEMA está trabalhando, incentivando e motivando o desenvolvimento de pesquisas no Maranhão foi uma das observações feitas pelo professor doutor da Universidade Federal Rural da Amazônia (PA), Paulo Jorge de Oliveira Pontes. “A gente fala isso em comparação com a nossa realidade, são vários editais e muito dinheiro investido. Vejo que é uma oportunidade única que os profissionais do Estado têm para começar, para aqueles que estão começando, e para os que já estão ai há anos se consolidar na pesquisa”, observou o pesquisador.

A dinâmica de trabalho do comitê foi considerada muito interessantes pelos avaliadores. “A FAPEMA está de parabéns por abrir a possibilidade do diálogo entre vários campos de conhecimento. Ao expor os pareceres, os pesquisadores são convidados a terem maior preocupação no processo de avaliação. Acho muito produtivo e democrático porque a gente sai da zona de conforto de avaliar só a nossa própria área e dialogar com a área do outro”, destacou a professora doutora, Márcia Motta, da Universidade Federal Fluminense (RJ).

As pesquisas, segundo ela, mostram efetivamente um avanço em todos os campos de conhecimento e houve poucas falas dos consultores no sentido de dizer que é ruim ou que não é inovador. “A maioria têm sinalizado um caráter inovador dos projetos”, completou a consultora.

Os recursos financeiros do edital Universal destinam-se ao financiamento de projetos de pesquisa científica e tecnológica, nas diversas áreas do conhecimento, a serem desenvolvidos em instituições de pesquisa ou de ensino superior, públicas ou privadas, sem fins lucrativos, sediadas no Maranhão.

  Categorias: