Mais de 17 mil pessoas já visitaram a Cidade da Ciência em Timon

outubro 30 12:38 2017

 

snctExposições, atrações culturais, lançamentos de livros e revistas fazem parte da programação da Semana de Ciência e Tecnologia no Maranhão 2017, realizada no município de Timon.

Mais de 3 mil pessoas participaram da abertura do evento na quarta-feira (25) que contou com a presença do governador Flávio Dino, além do secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles e dos reitores das universidades públicas do Maranhão.

No terceiro dia de evento, mais de 17 mil pessoas já passaram pela Cidade da Ciência, montada na Arena Timon, na Avenida Teresina para conferir as mais de 550 atividades como mostras científicas, palestras, minicursos, oficinas, exposição de pôster, etc.

Com 68 stands de instituições de ensino como a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), Instituto de Educação Científica e Tecnológica do Maranhão (IEMA), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), entre outras instituições, os primeiros dias da Semana de Ciência e Tecnologia contaram com apresentação de trabalhos e pesquisas científicas, além do lançamento da 32ª edição da Revista Inovação da Fapema.

“A Semana de Ciência e Tecnologia é um momento de encontro das instituições de ensino superior, momento de diálogo entre pesquisadores. O objetivo desse megaevento é aproximar as instituições fazendo com que o conhecimento seja compartilhado e também popularizar a ciência, despertando o interesse de crianças e jovens sobre o assunto”, ressaltou o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles.

Atrações

Várias atrações passaram pelo palco do espaço cultural da Semana de Ciência e Tecnologia, mas duas se destacaram pelo encanto causado ao público, foram: o Robozão da Gazin/Atak, grande novidade dessa edição, e a apresentação do grupo Ciência em Show, um projeto de três físicos que busca ensinar ciência de maneira descomplicada e descontraída.

As atrações mexeram com a curiosidade dos timonenses que acompanharam atentos cada detalhe das apresentações. Os apaixonados por robótica não conseguiram tirar os olhos do Robozão da Gazin/Atak, que como o nome já diz, é um robô de 2,6m dançarino que deixou os visitantes do evento eufóricos.

O grupo Ciência em Show, também se apresentou na Semana de Ciência e Tecnologia e deixou os estudantes que visitavam o evento literalmente de cabelo em pé com experimentos sobre a física, matemática e química. Com um show lúdico, os três físicos, Wilson Namen, Gerson Santos e Daniel Ângelo buscam ensinar ciência de maneira descomplicada.

“Nossa missão é ensinar a ciência sem necessariamente usar uma linguagem complicada, nós mostramos os experimentos e depois explicamos o motivo daquelas reações ocorrerem, isso é importante para a compreensão, para o conhecimento”, explicou Wilson Namen, sobre o Ciência em Show.

Júlia Andressa, estudante do ensino médio, aprovou as atividades. “Eu gostei muito de tudo. As palestras são super legais, e o Ciência em Show é maravilhoso, a forma como eles passam o conhecimento faz toda a diferença”.

Papo Ciência

No stand da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), a novidade foi o ‘Papo Ciência’, uma conversa descontraída com os gestores e coordenadores dos programas Cidadão do Mundo, Luminar, Aulão do Enem, Ciência na Praça, além dos gestores da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), Instituto de Educação Científica e Tecnológica do Maranhão (IEMA), Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) e do gestor da Secti, Davi Telles.

Os coordenadores explicaram detalhes sobre os programas do Governo do Maranhão, desenvolvidos por meio da secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e sobre os critérios de participação nesses programas.

“Nós queremos que as pessoas de todo o estado tenham a oportunidade de conhecer mais sobre os nossos programas, sobre as instituições de ensino ligadas à Secti e mais do que isso, que elas saibam como usufruir desses programas”, ressaltou o secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Pedro Igor Nascimento.

Os gestores da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação e do IEMA, falaram sobre os investimentos do governo estadual na área e sobre os avanços nos últimos anos.

  Categorias: