Maranhão deverá integrar grupo seleto que trabalha no desenvolvimento de tecnologia na área de soldagem

Maranhão deverá integrar grupo seleto que trabalha no desenvolvimento de tecnologia na área de soldagem
junho 23 16:44 2015

0soldadorPesquisa coordenada pelo professor doutor Waldemir dos Passos Martins, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), deverá colocar o Maranhão no seleto grupo dos estados que trabalham no desenvolvimento de tecnologia e inovação na área de soldagem.

O trabalho vai possibilitar a formação de profissionais de nível técnico e superior com conhecimento suficiente para disputar com os grandes centros detentores das grandes pesquisas, contribuindo com as diretrizes do governo Flávio Dino.

O trabalho, que tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) por meio do edital Universal, tem como objetivo automatizar o processo de soldagem Metal Inert Gas que utiliza um arame maciço e gases inerte (MIG) e ativo (MAG) de proteção por meio do acionamento de uma mesa de coordenadas XYZ com motores de passo.

Entre as vantagens da nova tecnologia está a de evitar que o soldador fique tão exposto aos efeitos nocivos de gases e fumos desprendidos durante a soldagem. “Também, um aumento da quantidade de pesquisas e trabalhos de conclusão de cursos de graduação, criação de novos cursos técnicos voltados para a soldagem e, inserção maior de profissionais no mercado de trabalho, contribuindo assim para a redução da escassez de profissionais qualificado em soldagem no Maranhão”, destaca o professor.
0mesasoldagem

Ele argumenta que para ser competitiva, a pesquisa tecnológica em soldagem requer um grau de precisão e repetibilidade muito grande. “A repetibilidade é difícil de ser alcançada com soldagem manual, visto que o soldador, por mais experiente que seja não consegue manter constante, por um longo período de tempo, parâmetros importantes de estudo como a velocidade de soldagem, altura de arco, ângulo de ataque e posicionamento da tocha no momento da execução de uma solda. Logo, automatizar o processo de soldagem MIG/MAG (soldagem com alimentação de um arame e proteção de um gás, o “I” de MIG significa inerte e o “A” de MAG significa ativo) através do acionamento de uma mesa de coordenadas XYZ constituiu-se na necessidade da pesquisa”, conta.

O professor explica que de acordo com o que foi planejado, está sendo concluída a fase de aquisição dos itens necessários, o que ainda não possibilita que resultados sejam divulgados até o mês de setembro, quando novos dados forem obtidos.

O desenvolvimento de tecnologias e inovações na área de soldagem tende cada vez mais a diminuir a participação humana na realização de soldas, qualificando-o mais em técnicas de controle de parâmetros de soldagem em fontes mais modernas.

 

  Categorias: