Maranhão sediará reunião de secretários de Ciência e Tecnologia do Nordeste e de presidentes de FAPs de todo o Brasil

Maranhão sediará reunião de secretários de Ciência e Tecnologia do Nordeste e de presidentes de FAPs de todo o Brasil
agosto 10 19:08 2016

foto do confap selecionadaSecretários de Ciência e Tecnologia do Nordeste e presidentes de Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) de todo o Brasil estarão reunidos em São Luís onde irão discutir políticas para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação no país. Na pauta das reuniões, que acontecem entre os dias 18 e 19 de agosto, está a criação de uma rede regional de fibra ótica para inclusão digital, a captação de recursos para o financiamento à inovação e a discussão sobre a Política Nacional de Ciência e Tecnologia como política de Estado.

A promoção do evento é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), que está responsável pela organização do Fórum do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap).

Durante a reunião regional Nordeste do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), que acontecerá dia 18, será criado o Fórum Regional de Ciência e Tecnologia e constituída uma iniciativa que articulará todos os projetos ligados à rede de fibra ótica de todos os nove estados do Nordeste, segundo informou o secretário da Secti, Jhonatan Almada. “Com isso queremos somar forças para conseguirmos implementar, de forma mais rápida, a democratização do acesso à internet”, disse o secretário.

Ele destacou que a realização dos dois eventos na capital é um reconhecimento do papel de liderança que o Maranhão tem exercido no processo de articulação e de coordenação e esforços em prol da ciência e tecnologia.

Fórum Confap – No fórum, o grande foco das discussões, segundo o presidente da Fapema, Alex Oliveira, será a Política Nacional de Ciência e Tecnologia como política de Estado. O fórum será aberto na quinta-feira (18), às 9h, em cerimônia no Teatro Arthur Azevedo. Os trabalhos se estendem até sexta-feira (19).

Outro tema que deverá ser bastante debatido durante o Confap é a participação das empresas privadas nas ações de fomento à pesquisa. “Estamos convidando grandes empresas nacionais e até internacionais como a Vale, Alumar e Parnaibana Gás para discutir como pode se dar esse tipo de aproximação entre as fundações de amparo e as empresas”, contou Alex Oliveira.

Também está na pauta da reunião a apresentação de experiências de pesquisa realizadas por outras esferas do governo federal. Com discussões com os ministérios da Defesa e do Desenvolvimento Agrário. “Além desses temas, serão debatidos durante o fórum os habituais temas relacionados às três grandes agências nacionais – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) – com todas as FAPs e a coordenação internacional, que são pontos regulares em todos os Confaps”, acrescentou Alex Oliveira.

  Categorias: