Maranhão vai ganhar parque tecnológico a partir de parceria entre Governo do Estado e Ministério de Ciência e Tecnologia

Maranhão vai ganhar parque tecnológico a partir de parceria entre Governo do Estado e Ministério de Ciência e Tecnologia
janeiro 04 14:39 2017

parque-tecnologico-maO Governo do Estado já tem assegurado recursos no valor de R$ 2 milhões para criação do primeiro Parque Tecnológico do Maranhão. A implantação do parque representa um grande impacto para o desenvolvimento econômico e social do estado a partir da promoção da pesquisa e inovação e cooperação entre instituições de pesquisa, universidades e empresas. A conquista de mais esse investimento para o Maranhão é resultado de negociações realizadas pelo secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada, com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) iniciadas em 2015.

 

“A implantação do Parque Tecnológico do Maranhão prevê investimentos em laboratórios de prototipagem e nanosatélites, investimento de arranjos produtivos e estímulo à criação de empresas de base tecnológica”, destacou o secretário Jhonatan Almada. O Maranhão, segundo observou Almada, é um dos poucos estados da federação que não possuem parque tecnológico. “Nesse sentido, o convênio com o Ministério da Ciência e Tecnologia vai permitir que, a partir desses investimentos e desse conjunto de ações, possamos iniciar o desenvolvimento do primeiro Parque Tecnológico do Maranhão”, enfatizou o titular da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação.

 

O parque tecnológico, segundo explicou Jhonatan Almada, trabalha o conceito de disseminação em diferentes instituições, podendo ao mesmo tempo funcionar nas universidades estadual e federal e na Base de Alcântara. “É um parque no formato de uma rede, em que você tem diferentes estruturas que convergem para compor o parque”, explicou o secretário.

 

Próximos Passos

 

Com os recursos já assegurados, o próximo passo é a abertura de licitações para contratações de estudos, equipamentos de laboratório e para o programa de estímulo à criação de empresas de base tecnológica. “Então o primeiro passo é realizar as licitações. Concluídas, daremos início às contratações dos serviços”, contou Almada.

 

A implantação de um parque tecnológico significa, segundo Jhonatan Almada, que pela primeira vez o Estado irá internalizar as vantagens comparativas que o Maranhão possui no que diz respeito à localização da Base de Alcântara.

 

“Significa que você vai poder desenvolver junto a pesquisadores e instituições de pesquisa do Maranhão a área espacial, com foco em nanossatélites. Esse será o veio que vamos explorar a partir dos investimentos no parque tecnológico. O que finalmente representa deixar de ver a Base de Alcântara como um grande potencial para o desenvolvimento do Estado e internalizar, tornar real, esse potencial a partir da criação desses laboratórios, da produção de pesquisas e da produção de empresas”, enfatizou Jhonatan Almada.

  Categorias: