Ministro anuncia investimentos superiores a R$ 1 bi

Ministro anuncia investimentos superiores a R$ 1 bi
julho 23 21:05 2012

foto1O Ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp, realizou na manhã desta segunda-feira, 23, a conferência de abertura da 64ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, na Cidade Universitária da Universidade Federal do Maranhão, no Bacanga, em São Luís. Antes da conferência, o ministro abriu o centro de exposições de ciência e tecnologia, a Expotec. Na visita, ele esteve acompanhado da secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Rosane Guerra; do Reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado; e do prêmio Nobel de Química de 2011, o israelense Daniel Schechtman.

Em seguida, para um auditório lotado e uma plateia atenta, o ministro falou por pouco mais de uma hora e meia sobre os novos investimentos do ministério que vão contribuir com as estratégias traçadas para impulsionar a ciência e a tecnologia do país. Dentre os anúncios mais importantes, o ministro destacou o investimento de R$ 1, 2 bilhões de reais nos próximos três anos nos projetos de subvenção econômica para todo o território nacional.

Os programas nas áreas aeroespacial, de desenvolvimento social e nuclear, por exemplo, vão ter prioridade na execução. “Já fizemos esse lançamento e observamos que isso vai melhorar as capacidades de se produzir novos projetos”, frisou o ministro.

Parcerias com estados vão ser intensificadas – Além disso, o Marco Antônio Raupp afirmou que haverá uma descentralização dos editais de subvenção, que passarão a ser operadas pelas Fundações de Amparo à Pesquisa, ao invés da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). “As Fap’s (Fundações de Amparo à Pesquisa) contribuem decisivamente para os estados. Ninguém conhece mais do que cada estado. Elas conhecem melhor o projeto das empresas, por isso essa decisão”, informou o ministro durante entrevista coletiva à imprensa.

De acordo com o Ministério de Ciência e Tecnologia, 190 milhões de reais vão ser disponibilizados apenas para as parcerias com os estados. “É um grande avanço sem sombra de dúvidas, pois é o reconhecimento das necessidades de um investimento em ciência e tecnologia mais pró-ativo e o governo federal está nos trazendo isso neste momento”, comemorou a secretária de ciência e tecnologia Rosane Guerra. Neste ano de 2012, o crédito concedido para empresas que atuem nas áreas de inovação, chegará a R$ 6 bilhões. O desafio é expandir esse valor, segundo o ministério.

Essa inovação será estimulada também pela Finep através do programa Brasil Sustentável, elaborado durante a Rio +20, que aconteceu no mês de junho no Rio de Janeiro. Para este programa, foram destinados R$ 2 bilhões de reais, em ações que primem por modelos de desenvolvimento sustentável: um sinal claro de que a ciência e a tecnologia estão caminhando em consonância com a preservação ambiental.

Promoção da Inovação em novos projetos – Ainda na conferência, além de listar os atrativos já oferecidos pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp também destacou o planejamento em longo prazo, como a impulsão do projeto Ciências sem Fronteiras, que tem um plano ampliado até 2015 e também ações focadas na expansão dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT’s). Ele lembrou que as ações de programas como o PAC da Ciência, Tecnologia e Inovação, o Plano Brasil Maior e o Plano da Estratégia Nacional de Ciência e Tecnologia, vão ser decisivos para o que o país pretende no futuro neste segmento tecnológico.

Na visão da presidente da SBPC, que mediou a conferência do ministro, os desafios estão sendo vencidos. “O que nós vemos aqui é que já estamos pensando nos desafios reais no sistema de ciência e tecnologia, muito mais conectados com a realidade. O ministro é sensível a essas mudanças e nesse caminho vamos avançando” declarou Helena Nader.

Até julho do ano que vem, o Governo Federal vai dar continuidade ao desenvolvimento do projeto piloto de Promoção da Inovação, através da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, uma das ações que o ministro destacou como sendo fundamentais para o desenvolvimento tecnológico do país. Ao final da conferência, o ministro foi aplaudido e ainda recebeu representantes de movimentos sociais para uma conversa.

  Categorias: