Ministro fala sobre mudanças climáticas em seminário no TCU

Ministro fala sobre mudanças climáticas em seminário no TCU
novembro 11 11:06 2009

Os impactos do efeito estufa e os inventários nacionais sobre emissão de carbono foram alguns dos itens destacados pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, na palestra que proferiu no seminário Políticas Públicas e Mudanças Climáticas, ontem (10), no Tribunal de Contas da União (TCU), em Brasília. 

O ministro disse que as emissões de carbono aumentaram consideravelmente de 1955 a 2009. Até 2004, os países desenvolvidos (Estados Unidos, Japão e União Européia) contribuíram com 80% das emissões. “O aumento da temperatura da superfície da Terra, o derretimento das geleiras, as inundações e os avanços do mar são consequências do aquecimento global”, disse Rezende. Ele destacou ainda o déficit hídrico nordestino, os riscos aos biomas e os impactos na agricultura e no clima como resultado do efeito estufa.

Para o ministro, o Brasil tem grande capacidade de combate a esse problema, como o desenvolvimento de pesquisas em mudanças climáticas e a redução do desmatamento na Amazônia. O País tem considerável participação na realização de projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), ficando atrás apenas da Índia e da China. Cinco projetos brasileiros zeraram a emissão de carbono na indústria.ministro_rezende_mudancas_climaticas_TCU

Rezende entregou ao ministro do TCU, Aroldo Cedraz, uma cópia do primeiro inventário sobre mudanças climáticas (1990-1994). Produzido por 150 instituições e 700 especialistas, o documento apresenta um relatório do aquecimento global e seu efeito no ambiente entre 1990 e 1994. Em 1990, o desmatamento foi responsável por 59% das emissões de carbono, seguido pela agropecuária, com 24% e a exploração energética, 15%. O segundo inventário, com informações de 1994 a 2005, deve ser concluído em 2010.

O ministro Rezende disse que o seminário contribui para o debate de um tema que é de interesse mundial.  “Esse assunto preocupa climatologistas e pesquisadores há um tempo. Estamos às véspera de uma conferência (Copenhague) que será um marco do comprometimento com a condição de vida no planeta”.

O seminário Políticas Públicas e Mudanças Climáticas termina hoje (11). O presidente do TCU, Ubiratan Aguiar; o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc; embaixadores; representantes do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e parlamentares participaram hoje da abertura do evento.

  Categorias: