Ministro Raupp, do MCTI, visita o stand da FAPEMA na 65ª SBPC

Ministro Raupp, do MCTI, visita o stand da FAPEMA na 65ª SBPC
julho 22 19:15 2013

DSC 1875

O ministro de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Antônio Raupp, visitou nesta segunda-feira (22) o estande da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) montado na ExpoT&C. A exposição, aberta pelo ministro é  uma das mais importantes mostras de ciência, tecnologia e Inovação do país, que faz parte da 65ª Reunião Anual da SBPC, que acontece em Recife até sexta-feira (26). A visita do ministro ao estande foi acompanhada pelo secretário de estado da Ciência e Tecnologia – SECTEC, José Costa, pela diretora presidente da FAPEMA, Rosane Guerra e pelo secretário adjunto da Universidade Virtual do Maranhão – Univima, José Torres, que representam o governo do Maranhão no evento.

“Como sempre a visita do ministro valoriza a participação do Maranhão na SBPC, aqui na ExpoT&C. A SBPC é o maior evento científico da América Latina e por isso é sempre importante o Maranhão estar presente divulgando as ações não só na área de ciência, tecnologia e inovação, incluindo as ações de cultura, turismo e industria e comércio. Os investimentos em ciência, tecnologia e inovação são propulsores do desenvolvimento”, disse a diretora presidente da FAPEMA, Rosane Guerra.
É alicerçada nesta convicção que a FAPEMA apresenta a terceira edição do livro “Pesquisadores do Maranhão”, uma publicação que tem o objetivo de divulgar projetos de pesquisa selecionados por editais públicos, baseados no mérito técnico-científico e, por isso, apoiados financeiramente pela Fundação, segundo destacou Rosane Nassar Meireles Guerra.

A publicação traz o resumo 265 projetos aprovados por editais entre os anos 2011 e 2013 a exemplo dos editais Apoio a Núcleos de Excelência no Estado do Maranhão (Pronex), Programa Primeiros Projetos (PPP), Edital Universal e Programa Maranhão Faz Ciência (Prociência). “É objetivo da FAPEMA tornar essa publicação uma ferramenta primordial na identificação de pesquisadores e linhas de pesquisa desenvolvidas no Maranhão, como parte das suas atribuições em disseminar e popularizar a ciência em nosso Estado”, completou Rosane Guerra.
 
Na noite de domingo uma contagiante apresentação de frevo, dança típica pernambucana, deu início à 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Durante a cerimônia de abertura, a defesa de um novo marco regulatório para a ciência brasileira deu o tom uníssono nos discursos das autoridades presentes, entre elas o ministro da Ciência e Tecnologia, Antônio Raupp e presidente da SBPC, Helena Nader. O ministro reconheceu que é preciso avançar e destacou a importância da reunião da SBPC na luta para a mudança da legislação. “Para que o nosso país seja mais competitivo no mercado global, é preciso ter o aporte de tecnologia e inovação. Então é preciso trabalhar junto, ter toda uma infraestrutura básica e também elementos de ligação da infraestrutura”, defendeu o ministro.

Ele considerou o tema do evento – Ciência para o Novo Brasil –  oportuno diante do momento que o Brasil vive atualmente. “Ao se considerar a maturidade que a ciência brasileira alcançou e o atual estágio de desenvolvimento que o país se encontra, não haveria tema mais apropriado para esta reunião. Por uma série de razões a prática científica tem compromissos naturais com o país onde ela é desenvolvida. No caso do Brasil, devemos reconhecer que a ciência já deu importantes contribuições à sociedade”, ressaltou o ministro.

  Categorias: