Municípios maranhenses implantam secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação a partir de iniciativas do Governo do Estado

janeiro 23 13:35 2017

altO Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), incentiva a criação de secretarias municipais de Ciência e Tecnologia. Neste sentido, a Secti criou em 2015 a Rede Estadual das Secretarias Municipais de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizou o primeiro encontro com secretários municipais ligados à pasta e em 2016 lançou a Agenda Municipal para Ciência e Tecnologia com nove propostas para que as prefeituras pudessem municipalizar uma política no setor.

Como resultados dessas iniciativas os municípios de Balsas e São Mateus contam hoje com secretarias voltadas para a área. “Todas essas ações convergiram para que os prefeitos que estão assumindo mandatos se sensibilizassem e alguns deles têm criado as secretarias municipais”, observou o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada.

No caso de Balsas, a secretaria está relacionada ao tema do desenvolvimento agroindustrial. “Temos também o exemplo de São Mateus que relacionou o tema ao da juventude. Então, observamos que muitas prefeituras estão aderindo a essa ideia de criação de uma rede e implantando os seus órgãos municipais para que tenhamos no município alguém que seja interlocutor dos programas que a secretaria desenvolve”, disse o secretário. “A gente vê com muita alegria que essa proposta é acolhida por boa parte dos novos prefeitos”, completou o Almada.

Com a implantação das secretarias, os municípios terão mais facilidade de acesso a programas desenvolvidos pela Secti como o “Luminar – Caravana da Ciência” – que tem levado aos estudantes do interior do Maranhão oficinas de astronomia, eletricidade básica, games e robótica e apresentações do “Planetário”; o Aulão do Enem – que tem como objetivo preparar os alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio; e ao programa “Cidadão do Mundo”, que dá oportunidade a estudantes da rede estadual de fazer intercâmbio internacional em países como Estados Unidos, Canadá e Argentina. Os municípios poderão ter acesso também a cursos técnicos ofertados pelo Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema).

Rede de ciência

A implantação da Rede de Ciência e Tecnologia é um esforço do governo no sentido de congregar os municípios em torno dessas políticas. Espera-se que ao criar secretarias as prefeituras consigam atrair novos investimentos na área de ciência e tecnologia com o apoio da Secti.

O Plano de Metas da Secti para 2015-2018 – Ciência, Tecnologia e Inovação de Todos Nós – trabalha com seis eixos: fortalecimento da educação profissional e tecnológica, democratização do acesso à educação superior, fortalecimento da cidadania digital, fomento à pesquisa e inovação tecnológica, popularização da ciência, tecnologia e inovação e potencialização do Centro de Lançamento de Alcântara.

 

 

 

  Categorias: