Nanosatélite brasileiro passa pelos últimos testes antes do lançamento

março 31 18:45 2014

O primeiro cubesat nacional, o NanossatC-Br1 foi enviado para a Holanda, onde será submetido aos últimos testes antes do lançamento previsto para junho. Na última quinzena de março, o modelo de voo do pequeno satélite passou por uma série de avaliações promovidas pelo Laboratório de Integração e Testes (LIT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI), em São José dos Campos (SP).

De acordo com o engenheiro e coordenador do projeto no Inpe, Otávio Durão, “todos os resultados foram positivos” e o Br1 está aprovado. O equipamento levará ao espaço um magnômetro para utilização dos dados pela comunidade científica; um circuito integrado projetado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e o hardware FPGA, que deve suportar as radiações no espaço em função de um software desenvolvido pelo Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Desenvolvido com recursos da Agência Espacial Brasileira (AEB), o NanossatC-Br1 é um dos quatro equipamentos nacionais programados para ir ao espaço neste ano. No segundo semestre, estão previstos os lançamentos dos satélites AESP-14, desenvolvido pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), do Serpens, cuja produção envolve diversas universidades coordenadas pela AEB, e do CanSat produzido pelos alunos da Escola Municipal Presidente Tancredo de Almeida Neves, de Ubatuba (SP), com a orientação do Inpe.

  Categorias: