Novo modelo para jogos de computador possibilita experiências inovadoras ao usuário

Novo modelo para jogos de computador possibilita experiências inovadoras ao usuário
junho 21 13:19 2013

bf1cec20c96257381d505156f6fd6fa4

Os aficionados em jogos de computador sabem que a maioria habilita o usuário a desempenhar um papel somente individual, não dando a possibilidade de se pensar em estratégias coletivas, que envolvam outros personagens dentro daquele jogo. Pensando nessa característica, o pesquisador Luciano Coutinho está desenvolvendo, desde 2011, uma nova interface para jogos de computador, utilizando a inteligência artificial. Esta interface irá dar aos jogadores a possibilidade de pensar em estratégias coletivas para a execução de determinado jogo.

A intenção principal da pesquisa, realizada por meio do Programas Primeiros Projetos – PPP Nº 020/2011 da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Maranhão – FAPEMA é desenvolver uma interface para jogos de computador que habilite o jogador a intervir nas ações de outros personagens, com o intuito de cumprir o objetivo final do jogo. Para testar este modelo, que foi denominado de interface organizacional, a pesquisa utilizou um jogo chamado de Minecraft, que consiste num mundo virtual feito de blocos, no qual os personagens têm o objetivo de sobreviver, construindo casas, buscando alimentos e lutando contra perigos.

Para a criação dessa interface organizacional, os pesquisadores estão utilizando a inteligência artificial, que consiste em fazer com que computadores simulem o comportamento humano. Com esta interface os jogadores poderão ter a opção de montar um grupo composto por outros personagens, que são agentes monitorados pela inteligência artificial, e poderão ainda, definir os papéis que esses agentes irão desenvolver no jogo. Um exemplo dessa interface organizacional se aplicaria em um jogo de guerra no qual o usuário pudesse não controlar apenas um personagem, mas que fosse possível o traçar de uma estratégia para outros soldados (que seriam controlados pelo computador), no intuito de obter a vitória mais facilmente.

Para a criação desse modelo organizacional, os pesquisadores estão utilizando o sistema computacional denominado de multiagente. Este sistema implica na criação de vários agentes, controlados pela inteligência artificial, que irão interagir com o usuário controlado pelo ser humano. Sendo que o próprio jogador é quem irá definir os papéis que esses agentes cumprirão no jogo.

O pesquisador comentou sobre a relevância da utilização desse modelo organizacional para jogos de computador: “A importância é você prover ao usuário uma nova maneira dele encarar o jogo, no sentido lúdico. E um outro lado seria a capacidade desse modelo desenvolver no jogador uma perspectiva mais coletiva, levando-o a pensar de maneira mais ampla”, declarou Luciano.

  Categorias: