Estudo aponta que colo de mãe é o melhor remédio para bebês prematuros

Estudo aponta que colo de mãe é o melhor remédio para bebês prematuros
maio 13 12:20 2014

MÉTODO CANGURU 2Além de dar amor, cuidar e educar, as mães são donas de uma função terapêutica. Por meio da Posição Canguru, bebês prematuros podem encontrar no colo materno, além de alento, uma terapia alternativa para auxiliar no seu desenvolvimento. No Maranhão, um estudo sobre o método foi desenvolvido pelo especialista em Neonatologia, Fernando Lamy Filho, que, com o apoio da FAPEMA realiza a pesquisa “Influência do contato pele-a-pele (Posição Canguru) na colonização bacteriana de recém-nascidos internados em unidades de terapia intensiva neonatal”.

Há dez anos, durante alguns surtos de infecção na UTI Neonatal do Hospital Universitário Materno Infantil de São Luís, ele percebeu que aqueles bebês cujas mães costumavam colocá-los na Posição Canguru se descolonizaram das bactérias com muito mais facilidade.

“Observando isso, resolvemos sistematizar a pesquisa e obtivemos o seguinte resultado: no grupo de bebês infectados, 50% dos submetidos à Posição Canguru foram descolonizados sem a ajuda de medicamentos. Do outro grupo, que não foi submetido à posição, apenas 20% se descolonizaram sem o auxílio de remédios. Esta é uma pesquisa inédita em todo o mundo”, conta Lamy Filho.

Isso se dá porque as bactérias comunitárias existentes na pele da mãe, apesar de menos nocivas, são mais resistentes que as bactérias hospitalares. Dessa forma, em contato com a mãe, o bebê aumenta suas defesas.

Outra justificativa importante para a realização deste trabalho é que, normalmente, o processo de descolonização é feito com antibióticos e antissépticos muito fortes. “O que, embora não seja imediatamente prejudicial ao bebê, inclui certos riscos, como, por exemplo, o de o germe criar ainda mais resistências ao antibiótico”, argumenta o pediatra, que também é mestre e doutor em Saúde da Criança e da Mulher, pela Fiocruz (RJ).

A Posição Canguru surgiu na Colômbia, na década de 70, como método substitutivo da tecnologia de incubadoras, que existiam em número insuficiente. O que, no início, servia apenas para estabilizar a temperatura do corpo transformou-se em ferramenta para oferecer uma série de benefícios ao bebê.

“A Posição Canguru simula o ambiente intrauterino e isso é muito importante para o desenvolvimento afetivo, neurológico e cognitivo do bebê. Eles atingem uma profundidade de sono muito maior quando estão na posição, FERNANDO LAMY FILHOo que contribui, inclusive, com o desenvolvimento cerebral, por meio da formação de sinapses neuronais”, explica Fernando Lamy Filho.

MÉTODO CANGURU – A Posição Canguru é um dos eixos em que se apoia o Método Canguru, uma política pública do governo brasileiro para humanização da saúde, que prioriza, além do contato entre mãe e bebê, a amamentação e a realização de algumas práticas, para que o tempo de internação do recém-nascido seja o menos traumático possível. Uma das principais razões do método é estimular o envolvimento afetivo entre o bebê e a família. “Quando o bebê acaba de nascer e fica isolado da família, ocorre uma separação muito grande, não só física, como afetiva. Esse contato, então, é fundamental para que a mãe identifique aquela criança como sua e, depois de meses dentro da UTI, ela vá para casa como um ser que já faz parte da família”, justifica o pesquisador.

  Categorias: