Pesquisadores de Chapadinha conhecem novos editais da FAPEMA

Pesquisadores de Chapadinha conhecem novos editais da FAPEMA
setembro 10 15:47 2010

chapaDois editais despertam especial interesse entre os pesquisadores de Chapadinha que assistiram à palestra da presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), Rosane Nassar Meireles Guerra, nesta quinta-feira (09), no campus da Universidade Federal do Maranhão do município: o SISBIOTA (Sistema Nacional de Pesquisa em Biodiversidade) e o REPENSA (Redes Nacionais de Pesquisa em Agrobiodiversidade e Sustentabilidade Agropecuária).

É que essas chamadas públicas se enquadram nas áreas de ciências biológicas, zootecnia e agronomia, nas quais o campus tem maior vocação para pesquisa. Pelo edital SISBIOTA, serão recebidas propostas com enfoque na biodiversidade brasileira, que busquem respostas às mudanças de uso e cobertura da terra e para as alterações climáticas.

As inscrições para o SISBIOTA estão abertas até o dia 18 de outubro, no portal www3.fapema.br. No mesmo endereço, o pesquisador pode submeter projeto ao REPENSA. O programa é feito em cooperação com o CNPq, fundações de amparo à pesquisa (FAP’s), EMBRAPA e CAPES, para a implantação de redes de pesquisas inter-regionais e interdisciplinares em sustentabilidade e agrobiodiversidade da agropecuária brasileira.

Os recursos financeiros são não reembolsáveis, no valor global estimado de R$ 51.082.000,00. Deste montante, o MCT/CNPq contribuirá com R$ 24 milhões; a EMBRAPA, CAPES e CNPq destinarão mais de R$ 14 milhões; e a contrapartida da FAPEMA será de R$ 300 mil. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de setembro.  

“Precisamos trabalhar em conjunto para melhorar os indicadores de ciência e tecnologia no Estado”, afirmou a presidente da FAPEMA, sobre as estratégias traçadas para que o Estado reverta o quadro de sua economia – hoje pautada, majoritariamente, pelo setor de serviços.  

Nos próximos meses, segundo Rosane Guerra, a fundação divulgará um banco de dados, com um panorama do que está sendo feito no Maranhão em termos de desenvolvimento de pesquisas científicas e inovações tecnológicas. “Ações de difusão e popularização têm possibilitado maior acesso aos nossos recursos, via edital. Um exemplo é o Edital Universal que teve quase 200 inscritos”, disse a presidente, ressaltando a importância desse número, visto que no Estado ainda é reduzido o número de doutores.

Representação em Chapadinha

NOVO-REPRESENTANTENo encerramento da palestra, o professor Lívio Martins, aproveitando a presença da presidente da fundação, passou a representação do pólo da FAPEMA em Chapadinha ao professor Jorge Nunes. “Tive o apoio necessário para trazer à nossa região mais investimentos em ciência e tecnologia”, avaliou Lívio. “Temos um grande potencial com professores-pesquisadores de diversas áreas do conhecimento. Espero poder estimulá-los a concorrer aos editais”, apontou o novo representante da FAPEMA. As atividades foram acompanhadas pelo pró-reitor de Pesquisa da UFMA, Fernando Carvalho.

  Categorias: