Pesquisadores do CCAA analisam a qualidade do peixe comercializado em Chapadinha

Pesquisadores do CCAA analisam a qualidade do peixe comercializado em Chapadinha
junho 09 20:30 2010

pesqpesqchap

Avaliar as condições de oferta e a qualidade do pescado consumido no município de Chapadinha. Este é o principal objetivo do projeto de extensão coordenado pela professora Dra. Jane Mello Lopes, do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais (CCAA) da UFMA. O projeto – que tem o apoio da UFMA, por meio de bolsas de extensão – será desenvolvido durante um ano entre pequenos comerciantes de peixe e a comunidade chapadinhense. “Pretendemos orientar os comerciantes quanto à melhor forma de higienização dos peixes durante a manipulação, a fim de que a população consumidora receba um produto de melhor qualidade”, explica.

 

De acordo com Jane Lopes, o consumo de peixes aumentou significativamente nos últimos anos em Chapadinha – município pólo na região do baixo Parnaíba. O mercado central da cidade possui atualmente 21 boxes de comercialização do pescado. No entanto, as condições de venda nos estabelecimentos, em geral, são péssimas. “Alguns apresentam condições muito rudimentares no que diz respeito à higiene e aos cuidados com a manipulação dos produtos”, disse a professora Jane.

 

Segundo ela, essas práticas inadequadas durante a manipulação contribuem para a baixa qualidade do pescado na região, uma vez que “a maioria dos vendedores ignora ou não sabe as regras indispensáveis de higiene”. Daí a necessidade de verificar as condições higiênico-sanitárias dos locais de comercialização de peixe em Chapadinha.

 

Trabalho educativo – Além do aspecto higiênico-sanitário dos locais de comercialização, os pesquisadores também pretendem fazer um levantamento das condições sócio-econômicas das famílias dos comerciantes, que têm a venda do pescado como única fonte de renda. “É fundamental para a nossa pesquisa obter informações sobre a situação econômica, social e cultural dessas pessoas, pois assim poderemos realizar melhor o trabalho de orientação e acompanhamento técnico dos vendedores”, disse.

 

De acordo com a professora, serão realizadas várias atividades de caráter sócio-educativo, entre elas a divulgação de informações sobre os programas sociais destinados às famílias carentes e a realização de palestras sobre temas relevantes (Prevenção de Álcool e Drogas, DST’s/AIDS, Gravidez Precoce, Violência Doméstica; Higiene Bucal, etc.).

 

Além da professora Jane Lopes, também participam do projeto as professoras Cristiane Rego de Oliveira (CCAA); Izumy Pinheiro Doihara (CCAA) e Taciana Galba Tenório (CCAA); as alunas Raiza Flanilsa Reinaldo (Zootecnia), Jakeline Almeida Carneiro (Biologia), Ariana Maiara de Sousa Almeida (Biologia) e a assistente social Ezenilde Rocha Mendes.

 

  Categorias: