Pesquisadores são homenageados na sétima edição do Prêmio FAPEMA

Pesquisadores são homenageados na sétima edição do Prêmio FAPEMA
dezembro 06 17:15 2011

O Prêmio FAPEMA, que este ano teve como tema “São Luís 400 anos: revisitando o passado e construindo o futuro”, é a maior premiação científica do Norte/Nordeste do país.

Premio-editadaVeneno de escorpião com propriedades anti-inflamatórias; geoprópolis utilizado para inibir o desenvolvimento de tumores; e um inseticida natural feito à base de folhas de manjericão e hortelã. Estes foram alguns trabalhos premiados na noite de segunda-feira, 05, durante o Prêmio FAPEMA 2011. A solenidade oficial de premiação, que aconteceu no Hotel Luzeiros, agraciou 21 propostas, totalizando 35 premiados, considerando os orientadores. O evento foi aberto pelo vice-governador, Washington Oliveira, que representou a governadora, Roseana Sarney e pela secretária de Ciência e Tecnologia, Olga Simão e pela diretora presidente da Fapema, Rosane Guerra.

Premio_3_editadaDurante a solenidade também foram homenageadas empresas que contribuíram para o desenvolvimento da ciência e tecnologia no Estado e a Capes, que este ano completa 60 anos de atuação. A homenagem a Capes foi recebida pelo represente da entidade, João Carlos Teatini.

O vice-governador, Washington Oliveira, reafirmou o esforço permanente do Estado no desenvolvimento deste setor. “Estamos lutando para colocar o Maranhão no patamar de desenvolvimento que o país exige e esta iniciativa da FAPEMA é fundamental para estimular nossos pesquisadores”, garantiu.

Além da premiação, os pesquisadores receberam uma ótima notícia durante a cerimônia. A Secretária de Ciência e Tecnologia, Olga Simão, anunciou que, em 2012, os recursos destinados ao desenvolvimento da pesquisa científica no estado dobrarão. “Por meio da FAPEMA, estamos transformando o cenário do fomento à pesquisa no Maranhão. Estes novos investimentos vão impulsionar ainda mais o desenvolvimento científico e tecnológico em nosso estado”, assegurou.

A diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), Rosane Guerra, além do sucesso do evento, comemorou as conquistas que a fundação teve ao longo do ano, com o acerto de parcerias com instituições internacionais de renome, o aumento da participação dos pesquisadores e o engajamento dos inventores no depósito de patentes.

“Em 2011, tivemos um número recorde de auxílios e bolsas e também de público nos eventos realizados pela fundação, como o Encontro de Inovação e a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia”, afirmou, entusiasmando-se com a resposta da sociedade aos investimentos em ciência, tecnologia e inovação que o estado vem fazendo.

Premio_4_editadaReconhecimento – O entusiasmo estampado no rosto dos pesquisadores expressava a satisfação do reconhecimento de seus trabalhos. Alana Lislea de Sousa, vencedora da categoria Pesquisador Sênior, na área de Ciências Agrárias, reconheceu o empenho da FAPEMA e parabenizou a instituição pela iniciativa. “Nos últimos anos, tem sido notório o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação no estado. Este prêmio, que vem coroar nossos esforços, é uma homenagem que se estende ao Maranhão e, porque não, ao Brasil”, disse.

Além da categoria Pesquisador Sênior, as premiações em dinheiro, que somaram R$ 150 mil, foram distribuídas entre as categorias Divulgação Científica, Desenvolvimento Humano, Inovação Tecnológica, Jovem Cientista, Pesquisador Júnior, Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado.

Os vencedores, além de certificados e prêmios em dinheiro, receberam troféus com design exclusivo feito pela artista plástica baiana, radicada em São Paulo, Suzana Gouveia. O Prêmio FAPEMA, que este ano teve como tema “São Luís 400 anos: revisitando o passado e construindo o futuro”, é a maior premiação científica do Norte/Nordeste do país.

O Jornalista José Reinado Martins, ganhador do prêmio Divulgação Cientifica, categoria Rádio Jornalismo, lembrou que ele foi um dos primeiros jornalistas a divulgar trabalho de pesquisadores maranhenses e citou como exemplo os da pesquisadora Terezinha Rego. Hoje ele é apresentador e produtor do programa Ciência Hoje, que vai ao ar todas as segunda na rádio Timbira e que foi ganhador do Prêmio Fapema. “Este é um momento de muita emoção para mim”, disse entusiasmado.

 

  Categorias: