Planetário é atração da I Mostra Cientifica do Maranhão promovida pela Fapema

Planetário é atração da I Mostra Cientifica do Maranhão promovida pela Fapema
outubro 20 14:39 2010

 

foto_planetarioUm planetário inflável, com 5m de diâmetro e 3,1m de altura, é uma das principais atrações da I Mostra Científica do Maranhão, aberta nesta quarta-feira, 20, e que se estenderá até sexta-feira, 22, das 9h às 18h na Praça Maria Aragão. O evento é promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Centro Universitário do Maranhão (UniCEUMA), e apoio da Vale e Secretaria Estadual de Educação.

Alunos de escolas públicas e privadas fizeram fila para participar da atração que tem o propósito de difundir o conhecimento sobre astrologia. “Nas sessões do planetário os participantes aprendem mais sobre astrologia de uma maneira lúdica”, destacou o coordenador do projeto AsterKyanos, , Renato da Silva.

Karoline dos Santos, do SESI, participou da apresentação do planetário e saiu empolgada. “É muito bacana aprender assim, como quer brincando”, disse. Ela também participou da oficina de confecção de Rosa dos Ventos, outra atração da mostra. A oficina acontece todos os dias e a participação pode ser agendada no estand da Fapema que fica no local.

O secretário de Ciência e Tecnologia, Lauro Assunção, e a diretora presidente da Fapema, Rosane Nassar Meireles Guerra, acompanharam os trabalhos que estão acontecendo na praça e destacaram que o principal objetivo do evento é difundir o que está sendo produzido no estado em termo de ciência e tecnologia.

“Queremos também despertar a comunidade, de uma forma geral, para a importância da preservação ambienta e desenvolvimento sustentável”, disse o secretário. Para Rosane Guerra a I Mostra Cientifica do Maranhão é uma oportunidade para a comunidade conhecer o que está sendo produzido na academia. “Aqui temos apresentação de pôster de bolsistas da Fapema que desenvolvem projetos de pesquisa nas mais diversas áreas”, observou.    

A mostra também oferecerá aos participantes visitas ao Parque Botânico da Vale e ao Estaleiro Escola. As atrações científico-culturais vão complementar a programação acadêmico-científica da Mostra que contará com mais de 350 atividades divididas em pôsteres, palestras, mini-cursos e protótipos de inovações maranhenses. No local também pode ser visto stands do Estaleiro Escola, Vale, UEMA, UFMA, UniCEUMA, UNDB, Embrapa e AsterDomus, empresa responsável pelo planetário.

Planetário- Na estrutura inflável do planetário AsterKyanos, os visitantes  viajam pelo ciclo de atividade solar, pela passagem da Terra por órbitas cometárias ou mesmo acompanhar o bombardeamento de nosso planeta por meteoróides.  Cada sessão poderá ter no máximo 40 pessoas, em horários pré-fixados.foto_planetario2

Além de visitar o AsterKyanos, os participantes da Mostra também podem fazer a oficina de Lançamentos de Foguetes. Nela, crianças e estudantes aprenderão a construir seus próprios foguetes, usando garrafas PET. O momento de maior expectativa é o do lançamento, que é feito a partir de uma base com ar comprimido. Tudo isso é acompanhado de contagem regressiva e efeitos sonoros. Os foguetes podem atingir de 5m a 30m de altura, dependendo da regulagem da base.

Ao final da oficina, os participantes devem estar familiarizados com noções básicas de aerodinâmica e astronáutica. Será destacada, também, a importância da coleta, reciclagem ou reaproveitamento de materiais. Essa mesma proposta lúdica direcionará a oficina de Rosa dos Ventos e a exposição de painéis com imagens tridimensionais.

Outra atração que estará na Maria Aragão é a Canoa Estandarte, adquirida como equipamento pedagógico do Estaleiro Escola. A embarcação tem mais de 60 anos de idade e é originária do povoado litorâneo denominado Estandarte, localizado na costa ocidental do Maranhão, entre os municípios de Cururupu e Turiaçú.

 

  Categorias: