Inscrições para editais encerram na sexta-feira

agosto 28 17:48 2012

 editaisabertosTerminam sexta-feira, 31, as inscrições para três editais de apoio à pesquisa científica, publicados pela FAPEMA (Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão). Os editais recebem inscrições para projetos que trabalhem na informatização de acervo documental; na divulgação e gestão de coleções biológicas e arqueológicas; e no incentivo à publicação científica em periódicos. Em todos eles o prazo para a submissão online encerra-se no dia 31 de agosto e as propostas impressas devem ser apresentadas na sede da FAPEMA, na Av. Beira Mar, até o dia 3 de setembro.

O edital de nº 31/2012, ADOC (Acervos Documentais do Maranhão) convoca os interessados para que eles apresentem propostas para seleção pública de projetos para organização, consolidação e dinamização de programas institucionais para manter, melhorar e ampliar os acervos de documentos históricos no estado.

A intenção é dar suporte na organização, informatização e gestão de acervos documentais, tais como materiais audiovisuais, documentos públicos, históricos, livros, fotografias, jornais e revistas, que já existam no estado. O público alvo são pesquisadores ou responsáveis por acervos documentais, de institutos, centros, órgãos públicos, museus, fundações de pesquisas e entidades que desenvolvam pesquisas nesse sentido.

Os recursos para financiar as pesquisas chegam ao valor de R$ 1,9 milhão de reais (Hum milhão e novecentos mil reais). Cada projeto, porém, poderá ter valor máximo de R$ 300 mil reais para despesas de custeio, capital e bolsas. Cem mil reais vão ser destinados ao gerenciamento da Rede Acervos, incluindo atividades de capacitação profissional.

Biologia e Arqueologia – Já para aqueles que pensam em realizar projetos voltados para o setor de biologia e arqueologia, a Fapema informa que o edital nº 29/2012 (CBIOMA) voltado para o programa de apoio a acervos do Maranhão também recebe inscrições. A seleção pública é voltada para a organização, consolidação e dinamização de projetos voltados à manutenção, melhoria e ampliação das coleções biológicas e arqueológicas que primem pela pesquisa, difusão e conservação da biodiversidade do Maranhão.

O objetivo é conseguir dar suporte na divulgação e gestão de coleções biológicas e arqueológicas que já existem, formando a Rede de Coleções Biológicas do Estado. Pela proposta apresentada no edital, a intenção é que se chegue à implantação de sistemas informatizados e de gestão das coleções biológicas do Maranhão, bem como enriquecer os acervos através de coletas e intercâmbio.

Podem participar professores ou pesquisadores vinculados a universidades, institutos, centros e fundações de pesquisa e desenvolvimento, públicas ou privadas, sem fins lucrativos. As propostas aprovadas vão ser financiadas cm recursos estimados em R$ 2.200.000.00 (dois milhões e duzentos mil reais). Os projetos poderão ter o valor máximo de duzentos mil reais destinados a custeio, capital e bolsas. As inscrições terminam na sexta-feira, mas a documentação impressa pode ser entregue até o dia 3 de setembro.

Incentivo à publicação científica – O cronograma também é o mesmo para a submissão eletrônica das propostas e da entrega da cópia impressa para o edital de n° 20/2012, de apoio à publicação de periódicos, que tem como meta apoiar e incentivar a editoração e publicação de periódicos científicos e tecnológicos maranhenses. Essas publicações podem ser impressas e/ou eletrônicos, no âmbito do programa de Apoio à publicação de periódicos científicos e tecnológicos institucionais.

O edital deixa claro que as inscrições estão abertas para a seleção de propostas que visem obter apoio financeiro destinado  a Instituições de Ensino e/ou pesquisas científico tecnológicas sediadas no Maranhão, com o objetivo de socializar o conhecimento e o desenvolvimento do estado.

O documento também especifica os critérios de elegibilidade, para os proponentes pesquisadores, como, por exemplo, ter o grau de doutor e ter seu currículo cadastrado na plataforma Lattes. A ausência ou a insuficiência de informações sobre qualquer item poderá resultar na desclassificação da proposta.

De acordo com o que foi definido pela programação orçamentária da Fapema, os recursos são da ordem de R$ 300 mil. O valor máximo que cada proposta deve apresentar é de R$ 30 mil. A Fapema também esclarece no edital, que serão rejeitadas as propostas de pesquisadores com pendências ou inadimplências junto a entidade. Os editais estão disponíveis no site www3.fapema.br.

 

 

 

 

 

 

 

  Categorias: