Prêmio Fapema 2010 tem novas modalidades e amplia para 32 o número de premiados

Prêmio Fapema 2010 tem novas modalidades e amplia para 32 o número de premiados
setembro 09 17:41 2010

foto-prmio-2010O Prêmio Fapema 2010, maior premiação científica do Norte/Nordeste , cujo edital está aberto na página da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema)- www3.fapema.br – foi lançado este ano com algumas novidades.  Em sua sexta edição, o Prêmio deste ano aborda o tema “Preservação Ambiental e Planejamento Urbano das Cidades”. A temática foi escolhida em votação aberta no Portal FAPEMA. Foram propostos quatro temas para este ano e o vencedor teve aproximadamente 80% dos votos.

Neste edital serão aplicados R$125 mil em premiações em dinheiro. Os ganhadores receberão ainda troféus e certificados. Os valores das premiações variam de R$ 1.800,00 (Pesquisador Júnior) a R$ 6.200,00 (Pesquisador Sênior). As inscrições, no site da Fundação, podem ser feitas até o dia 30 de setembro.

Podem concorrer ao Prêmio alunos de ensino médio, fundamental ou técnico, de graduação, mestres, doutores, pesquisadores, profissionais da comunicação social, inventores e pessoas que tenham contribuído para preservação dos bens imateriais e “saberes populares.

Uma das novidades do edital deste ano é a mudança da categoria Talento Maranhense, que premiava estudantes maranhenses com a melhor dissertação de mestrado ou tese de doutorado. Agora, esses estudantes são premiados em categorias diferentes: Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado. A primeira categoria citada, devido ao grande número de inscritos ano passado, foi dividida em cinco modalidades: Ciências Exatas e Engenharias, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias e Veterinárias e Ciências Humanas e Sociais.

“Com isso nós aumentamos o número de premiações nessa categoria e também facilitamos a avaliação dos trabalhos”, conta a diretora presidente da Fapema, Rosane Nassar Meireles Guerra. Ano passado foram entregues 24 premiações, este ano serão 32.

Nas categorias Jovem Cientista e Pesquisador Sênior, a modalidade Ciências da Saúde foi desmembrada de Ciências Biológicas. Com isso a categoria Jovem Cientista, que é destinada aos alunos de iniciação cientifica, regularmente matriculados em instituições de ensino superior do Estado, que desenvolvam pesquisas sob a orientação de um pesquisador, passa de oito para dez o número de premiados. Nela são premiados tanto o aluno quanto o pesquisador. A categoria Pesquisador Sênior vai premiar cinco pesquisadores doutores.

Também houve mudança na modalidade Jornalismo Científico, que este ano passa a ser chamada Divulgação Cientifica.  O prêmio este ano será de R$ 5 mil – ano passado foi R$ 3 mil – e será concedido a profissionais graduados em Comunicação Social considerando o trabalho com maior pontuação, voltado à divulgação e popularização da ciência, tecnologia e inovação do estado do Maranhão e com divulgação em qualquer uma das mídias (impressa, eletrônica, televisiva ou radiofônica).

O Prêmio será realizado em uma única etapa e está dividido nas categorias: Pesquisador Júnior, Jovem Cientista, Dissertação de Mestrado, Tese de Doutorado, Pesquisador Sênior, Divulgação Científica, Inovação Tecnológica e Desenvolvimento Humano.

Cada candidato poderá participar somente com um trabalho por categoria e só poderá apresentar uma inscrição por área específica de conhecimento. Para visualizar o edital completo, clique aqui ou acesse www3.fapema.br/premio. Para dúvidas, envie um e-mail para premio@fapema.br.

 

  Categorias: