Presidente da FAPEMA assina ordem de serviço para revitalização de sede no Centro Histórico

Presidente da FAPEMA assina ordem de serviço para revitalização de sede no Centro Histórico
agosto 04 17:33 2014

DSC 4572A diretora-presidente Rosane Nassar Meireles Guerra assinou na manhã desta segunda-feira, 04, a ordem de serviço para a recuperação do Sobrado da Rua da Estrela pertencente à Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA. Esta ação faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento – (PAC) das cidades históricas.

Participaram da reunião a secretária de Estado da Cultura (SECMA), Olga Simão, a diretora presidente da FAPEMA, Rosane Guerra, a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão (IPHAN), Kátia Bogéa, além de assessores e sócios da empresa de engenharia responsável pela obra.

O PAC Cidades Históricas é um programa do Governo Federal, sancionado em agosto de 2013, com o objetivo de preservar o patrimônio histórico brasileiro. O programa proporciona a valorização da cultura nacional, além da promoção do desenvolvimento econômico e social com sustentabilidade e qualidade de vida dos cidadãos dos municípios contemplados.

Para tanto, o Governo Federal anunciou um investimento de R$ 1,6 bilhão em ações para o programa, sendo que 44 cidades históricas, de 20 estados brasileiros serão alcançadas.

No Maranhão o PAC das Cidades Históricas foi iniciado em outubro de 2013 e é decorrente de uma parceria entre o IPHAN e o governo do Maranhão, por meio da SECMA.DSC 4586

São Luís foi a cidade maranhense selecionada para participar do programa estão sendo investidos R$ 133 milhões para a recuperação de 45 imóveis, entre praças, ruas e sobrados.

Algumas obras já foram iniciadas, entre as quais a do Palácio Cristo Rei, na Praça Gonçalves Dias, Palácio das Lágrimas, em frente a Igreja de São João, o anexo do curso de história e o prédio da FAPEMA, ambos na rua da Estrela, entre outras.

O valor total que será aplicado na obra de recuperação do prédio da Fundação será de cerca de R$ 2 milhões de reais. A empresa que ganhou a licitação publicam, e que será a responsável pela revitalização, é a RG Verde, também responsável pela recuperação de outros casarões contemplados pelo programa.

A presidente da Fundação disse que é uma alegria para a instituição voltar ao Centro da cidade. “É uma grande felicidade a FAPEMA poder operar em sede própria. Isso é um sinal de maturidade e consolidação do órgão, tão importante para o Maranhão. A inserção no Centro Histórico dará mais visibilidade a esse conjunto arquitetônico de grande valor internacional”.

As obras no prédio da Fundação estão em fase inicial e a previsão da restauração total é de um ano.“É muito bom saber que as obras já começaram e o projeto atual tem características atualizadas e melhor adaptadas às necessidades da Fundação” frisou a presidente.

“Vai ser muito bom para a FAPEMA estar nesse contexto, até porque temos uma rede de preservação de acervos e nada melhor do que estar no centro histórico de São Luís”, complementou Rosane Guerra.

Sobre a participação do Governo do Estado a secretária da Cultura, Olga Simão, se mostrou satisfeita.

DSC 4544“O governo do Estado fica muito feliz em poder contribuir com o IPHAN nessa parceria e estamos conseguindo completar em tempo recorde a execução das obras. Nós licitamos uma empresa gerenciadora que está à disposição do Iphan, dando todo o apoio técnico”, declarou a secretária.

A superintendente do IPHAN, Kátia Bogéa, também falou especificamente sobre a revitalização do prédio da FAPEMA.

“Essa obra é de fundamental importância, se trata de um sobrado que estava em processo de arruinamento, mas é importantíssimo para a compreensão da rua da Estrela e do traçado urbano. Ele está sendo restaurado para uma nobre missão: ser a sede da FAPEMA”, declarou.

Segundo Kátia Bogéa, em termos de execução, São Luís já está à frente das demais cidades participantes, com várias obras em andamento e todos os projetos contratados.

  Categorias: