Presidente da Fapema reafirma apoio à pós-graduação, em Fórum do IFMA

Presidente da Fapema reafirma apoio à pós-graduação, em Fórum do IFMA
janeiro 08 18:45 2010

A diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão, Rosane Nassar Guerra, reafirmou, hoje (08), o apoio à produção dos pesquisadores do estado, durante o Primeiro Fórum de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Gestão de Pessoas do IFMA (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão).PRESIDENTE

Em sua apresentação, Rosane Guerra destacou a missão da Fapema no fomento à ciência e tecnologia, como estratégia para promover o crescimento maranhense. A presidente mostrou as modalidades de bolsas e auxílios que são disponibilizadas aos pesquisadores locais, estimulando-os a buscar esses recursos.

Para investimentos em 2009, a Fundação alocou cerca de R$ 90 milhões; R$ 8,2 milhões vieram de recursos próprios e foram captados mais de R$ 80 milhões. Ainda no balanço do ano que passou, a presidente ressaltou o lançamento do novo portal, as ações de interiorização e a regularização de contrapartidas federais, que possibilitaram a obtenção de outros convênios.

“Esses recursos nos permitiram publicar e efetivar vários editais. Agora, estamos firmando acordos, também, com secretarias de estado, que estão sensibilizadas a investir em pesquisa científica e produção de tecnologia”, afirmou Rosane Guerra.

A difusão e popularização da Fapema resultaram em maior acesso aos editais, refletido em marcas recordes de inscrição, como no Prêmio Fapema, que teve 243 concorrentes. O edital Universal, lançado pela primeira vez no estado, obteve 196 inscritos; no PPP foram 107 e o PPSUS recebeu 33 trabalhos.  

A presidente apontou, também, a equiparação do valor das bolsas ao praticado pela Capes como uma das principais ações da agência de fomento maranhense, em 2009. Para os mestrandos, as bolsas de R$ 800,00 (no estado) e R$ 940,00 (em outros estados) passaram ao valor único de R$ 1.200,00; já os doutorandos, que antes recebiam R$ 1.185,00 ou R$ 1.340,00, passaram a ganhar R$ 1.800,00. Aos doutorandos no exterior são pagos R$ 2.500,00.

Expectativa no IFMA

O anúncio desse apoio anima pesquisadores como o doutor em Química, Jomar Sales Vasconcelos, que é professor do IFMA. Em 2004, em seu doutorado, produziu uma memória eletrônica com capacidade 256 maior do que as existentes no mercado atual, a partir da eletricidade de microondas.

O Instituto conta com 78 doutores em seu quadro, com estrutura e recursos humanos suficientes para abrigar programas de pós-graduação em Engenharia Elétrica, Meio Ambiente e Educação, segundo o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Hilton Rangel. Está em funcionamento um programa em Engenharia de Materiais. “A Fapema sempre nos tem apoiado. Imagino que, com o crescimento da pesquisa e da pós-graduação do IFMA, vamos ter resposta às nossas demandas”, acredita Rangel.

  Categorias: