Presidente nacional da SBPC e vice-governador discutem realização do evento em São Luís

Presidente nacional da SBPC e vice-governador discutem realização do evento em São Luís
março 12 20:49 2012

sbpc.jpegO vice-governador, Washington Luiz Oliveira, se encontrou, nesta segunda-feira (12), com a presidente nacional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Helena Bonciani Nader. Durante a conversa, no Palácio Henrique de La Rocque, em São Luís, eles discutiram detalhes da 64ª Reunião da SBPC, que acontecerá em julho na capital maranhense.  A presidente da SBPC tratou do apoio do governo ao evento, que foi reafirmado pelo vice-governador.

A reunião contou com a participação dos secretários de Estado de Ciência e Tecnologia, Olga Simão, e o de Educação, João Bringel, e da presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Rosane Guerra.

Além de recursos para melhoria da infraestrutura do campus da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) e para a realização da SBPC Jovem, o Governo do Estado, por meio da Fapema, também está lançando edital para financiamento de atividades durante o evento. Em dezembro do ano passado, o governo assinou com a Ufma convênio no valor de R$ 1,9 milhão para dotar de infraestrutura necessária a Expo T&C, que acontecerá durante a 64ª SBPC.

Presentes, também, no encontro, reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Natalino Salgado; vice-reitor, Antônio Oliveira; secretário regional da SBPC, José Mauricio Bezerra; entre outros representantes da comunidade cientifica.

Apoio – “O governo é parceiro neste evento e está se empenhando para que seja realizado com êxito”, disse o vice-governador. Ele destacou que a SPBC é importante, sobretudo, no momento em que o Brasil entra no programa Brasil sem Fronteira, de intercâmbio com outros países do mundo, com a concessão de milhares de bolsas de estudo para formação de profissionais e cientistas.

Helena Nader agradeceu o apoio do governo e falou de suas expectativas. “A SBPC de São Luís será a primeira que vai ter acessibilidade total. Todas as salas e prédios da universidade terão acessibilidade para pessoas com dificuldade de locomoção. Vamos ter, também, as conferências em libras, para as pessoas com dificuldade de audição. Estamos aqui para organizarmos e agradecer aos parceiros”.

O reitor da Ufma, Natalino Salgado, enfatizou a importância da 64ª SBPC, que terá como tema central “Ciência, Cultura e Saberes Tradicionais para Enfrentar a Pobreza” e representa um importante meio de difusão dos avanços da ciência nas diversas áreas do conhecimento e um fórum de debates de políticas públicas em C&T. O evento deve reunir 25 mil pessoas e está incluído no calendário de atividades em comemorações dos 400 anos de São Luís.

“Este é um tema que será abordado pela primeira vez na SBPC, mas é um tema mundial, em que a Organização das Nações Unidas (ONU) trabalha, é uma política do governo e vamos trabalhar esta questão”, observou o reitor da Ufma. A programação científica do evento é composta por conferências, simpósios, mesas-redondas, encontros, sessões especiais, minicursos e sessões de pôsteres para apresentação de trabalhos científicos.

Também serão realizados diversos eventos paralelos, como a SBPC Jovem (programação voltada para estudantes do ensino básico), da ExpoT&C  (mostra de ciência e tecnologia) e da SBPC Cultural (atividades artísticas regionais). O público alvo do evento são cientistas, professores e estudantes de todos os níveis, profissionais liberais e demais interessados.

A reunião da SBPC em São Luís terá a participação de Israel, que vai trazer um Prêmio Nobel de Química para fazer conferência. “Serão discutidos temas atuais para o Maranhão, Brasil e mundo, envolvendo ciência, cultura, saberes tradicionais, que juntos com a ciência podem apontar caminhos para se enfrentar a pobreza”, destacou Helena Nader.

 

 

  Categorias: