Professor ganha prêmio e aponta para crescimento da pesquisa no Maranhão

Professor ganha prêmio e aponta para crescimento da pesquisa no Maranhão
janeiro 10 13:08 2011

Prof-Manoel-DantasComo em seus costumeiros e bons resultados obtidos na sua produção científica não só na Universidade Estadual do Maranhão, onde trabalha, o professor e doutor Manoel de Oliveira Dantas acaba de ganhar o maior prêmio de inovação tecnológica, da Jornada de Extensão Universitária da Uema. O renomado pesquisador, detentor de recentes premiações do CNPQ (de primeiro, segundo e terceiro lugares, entre 1.600 pesquisas), atualmente vinculado ao Centro de Ensino Superior de Imperatriz, entusiasmado anuncia que já iniciou, também na Uema, estudos inéditos sobre a eletrocardiografia animal. Neste momento, aposta que o Maranhão alcança um patamar de raro destaque. “Não só pelos nossos trabalhos, claro, mas o Estado, através de sua universidade e de outras ações integradas, além do apoio de órgãos como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (Fapema), começa a dar um salto importante em seu desenvolvimento técnico-científico”, diz.

PERFIL DO PESQUISADOR

Professor doutor Manoel de Oliveira Dantas, 58 anos, atua na docência desde 1976, iniciando sua carreira na Universidade Federal da Paraíba. É médico veterinário graduado pela Universidade Federal de Pernambuco. Tem mestrado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco em convênio com a Universidade de Hannover (Alemanha). Fez doutorado em Fisiologia Médica e é pós- doutor em Fisiologia do Esforço (ambos pela Universidade Córdoba – Espanha).

Possui mais de 200 trabalhos publicados por instituições por onde atuou e atua. Já recebeu três prêmios do CNPQ, de primeiro, segundo e terceiro lugar, entre 1.600 trabalhos apresentados, no Estado da Paraíba. Iniciou sua carreira de prêmios no Maranhão representando uma instituição privada com trabalhos na área de fitoterápicos quando obteve o primeiro, terceiro, quinto e sexto lugares durante Jornada de Farmacêuticos realizada em Campina Grande (Paraíba).

Pela Uema, obteve no seminário nacional de iniciação científica, realizado em São Luis em 2009, o Prêmio Jovem Pesquisador juntamente com a acadêmica Thalita Rodrigues. Este ano, durante a III JOEX, Uema, obteve mais uma premiação como o melhor trabalho de extensão do ano em curso. Tem produzido três capítulos de livros iniciados do CNPQ na área da Fisiologia.

Chegou ao Maranhão [Imperatriz] em 2004, quando implantou no Estado um laboratório de Anatomia e Fisiologia em uma instituição particular. Por concurso ingresso na Universidade Estadual do Maranhão (Uema) para a cátedra de Fisiologia.

  Categorias: