Professores se reúnem para discutir o futuro da carreira no magistério do Ensino Superior

Professores se reúnem para discutir o futuro da carreira no magistério do Ensino Superior
julho 26 16:42 2013

foto3

Em uma mesa-redonda que fez parte do quarto dia de atividades da 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC, professores de universidade públicas de todo o país debateram a atual conjuntura da carreira e o futuro do magistério em Educação Superior no Brasil.

A reunião aconteceu no auditório da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a ADUFEPE, e contou com as explanações dos professores Remi Castione, da Universidade de Brasília – UnB, Gilberto Cunha de Souza, da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, e Josebaldo Cunha, da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Já a mediação do debate ficou à cargo do professor José Luís Simões, presidente da ADUFEPE.

“Um dos problemas que enfrentamos no Brasil é o fato de que grande parte das pessoas que fazem doutorado, ou mesmo mestrado, não vão para a academia seguir carreira, mas usam o grau para pontuar em concurso público de áreas que nem são afim, mas onde os salários parecem mais atrativos”, reclamou o professor Gilberto Cunha.

Professores presentes na palteia mostraram preocupação quanto às mudanças no plano de carreira, feitas recentemente pelo Governo Federal, além da, segundo eles, pouca atenção dispensada aos pesquisadores do Norte-Nordeste do Brasil. “Não recebemos incentivos finaceiros suficientes com a desculpa de que não produzimos ciência. Isso é uma vergonha. O Nordeste produz tanto quanto o Sul-Sudeste, mas sem recursos não temos como colocar em prática nossas pesquisas”, explicou Remi Castione, após apresentar gráficos cujos dados mostram a desigualdade em relação ao fomento à Ciência nas regiões do país.

No ano passado a ADUEFE coordenou a greve dos professores da UFPE que ficaram 120 dias paralisados, em reivindicação aos direitos como magísteres. Foi a mais recente greve em universidades públicas do Estado.

A programação da 65ª SBPC, que este ano contou com mais de 23 mil inscritos, vai até a noite desta sexta-feira, com uma cerimônia de encerramento, às 18h, no Centro de Convenções da UFPE, mesmo local onde aconteceu a abertura.

  Categorias: