Programa do governo federal para CT&I pode chegar a R$ 30 bilhões

Programa do governo federal para CT&I pode chegar a R$ 30 bilhões
fevereiro 27 19:25 2013

 

dilmaEm março, a presidente da República, Dilma Rousseff, e o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, devem lançar a maior política pública para o setor de CT&I. A Agência Gestão CT&I de Notícias apurou que o programa deve atingir cerca de R$ 30 bilhões de reais.

Na última segunda-feira Dilma se reuniu com Raupp para tratar sobre os últimos detalhes da ação que envolverá o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Finep e o MCTI. Entre as questões que faltam ser acertadas, está o cronograma de investimento. Existe a possibilidade de os recursos serem empregados num espaço de quatro anos.

Em dezembro, durante a entrega do Prêmio Finep de Inovação, o presidente da financiadora do MCTI, Glauco Arbix, afirmou que o programa colocaria o Brasil em outro patamar. “Esse é um projeto do tamanho do Brasil. Espero que ele seja capaz de integrar os instrumentos que construímos ao longo desses anos, como o crédito, a subvenção, os programas cooperativos entre universidades e empresas, o investimento de capital semente, venture capital e empresas nascentes”, afirmou na ocasião.

Desde o governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva o desenvolvimento tecnológico do país ganha destaque. Mas foi na atual administração que a CT&I entrou como eixo estruturante no Plano Plurianual, um planejamento do governo federal que estabelece os projetos e os programas de longa duração prioritários, definindo objetivos e metas da ação pública para o quadriênio 2012-2015.

Em diversas aparições públicas, Dilma sinalizou que os investimentos no setor cresceriam. “Estamos diante da possibilidade de dar o grande salto na qualidade da inovação e da ciência no nosso país. Salto fundamental parra elevar a competitividade da nossa economia. Sem ciência, tecnologia e inovação, nós não seremos essa nação desenvolvida, e esse país que sepultou em definitivo a pobreza extrema e a pobreza”, disse Dilma durante entrega da 26ª edição do Prêmio Jovem Cientista também em dezembro.

  Categorias: