Projeto Conexão Rural apresenta documentários à comunidade do Taim

Projeto Conexão Rural apresenta documentários à comunidade do Taim
dezembro 20 16:11 2013

DSC 3872Uma mostra de curtas foi montada no povoado Taim, na zona rural de São Luís, para mostrar à comunidade a produção de documentários do projeto Conexão Rural, desenvolvido pelo Núcleo de TV da Universidade Federal do Maranhão – UFMA. O evento aconteceu na tarde desta quinta-feira, 19, na Casa das Águas, no Taim.

Durante a tarde, foram exibidos três, dois oito documentários produzidos e uma reportagem, todos com o mesmo mote: mostrar a vida, dificuldades e lutas travadas pela comunidade para permanecer na terra e conservar as tradições ancestrais. “Identidade, comunicação, mobilização e cultura” os filmes foram produzidos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem – Senac e com apoio do Governo Federal e do Governo do Maranhão, através da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA.DSC 3899

O povoado, fundado há várias décadas, segundo moradores locais, por uma etnia de escravos africanos, é um dos mais tradicionais da região. “Conheci o Taim há 5 anos em um projeto antigo com povoados, mas de todos que visitei, foi o que mais me marcou”, conta a coordenadora do Conexão Rural, a professora da UFMA, Poliana Sales.

Os documentários foram reunidos em DVDs que serão usados para mostrar a importância do povoado e da conservação de sua história e recursos. O reitor da UFMA, Natalino Salgado parabenizou a todos os envolvidos no trabalho. “Em especial, gostaria de agradecer ao esforço e dedicação dos alunos de graduação. É muito bom ver que os jovens estão se empenhando em projetos dessa natureza”, comentou o reitor, que aproveitou a ocasião para anunciar o nascimento da TV UFMA, cuja direção está a cardo de Silvano Bezerra, que entrará no ar em meados de 2014, na TV aberta, canal 54.

DSC 3853Como parte do Conexão Rural no Taim, foi idealizada a marca da comunidade. “A marca foi pensada para levar em consideração as características identitárias e históricas. As pessoas que moram aqui se sentem muito orgulhosas disso”, explicou Bruno Gouveia, um dos criadores da logomarca.

Para Rosana Mesquita, líder comunitária, havia um receio por parte dos moradores quanto à academia e suas intenções em produzir conteúdos midiáticos tendo como foco o povoado. “Já tivemos outros grupos que vieram aqui, colheram o que queriam e não nos trouxeram nada de volta. Dessa vez não foi assim”, ressaltou.

A FAPEMA, que na ocasião foi representada pela coordenadora do Núcleo de Difusão Científica – NDC, e assessora de Comunicação, Nathália Ramos, apoia o Conexão Rural através do edital de Acervos.

  Categorias: