SBPC é encerrada em São Luis com a participação recorde de inscritos

SBPC é encerrada em São Luis com a participação recorde de inscritos
julho 27 22:18 2012

A 64º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, a SBPC foi um sucesso de público e também alcançou seus objetivos quanto à participação dos saberes científicos. Essa foi a avaliação feita pelos organizadores do evento, realizado até sexta-feira (27) no campus da Universidade Federal do Maranhão. Pelo menos 25 mil pessoas participaram do maior evento científico do estado.

Oficialmente, foram quase 12 mil inscritos para participar das oficinas, palestras e debates científicos, sendo a maioria deles do estado do Maranhão, seguido do Pará e de Pernambuco, estado que vai sediar a edição de número 65 da SBPC, em 2013. A reunião foi realizada com o apoio do governo.“O evento foi um sucesso com uma grande participação de pesquisadores, jovens estudantes e também destaque para a Expo T& C. A exposição ganhou novo fôlego com novas tecnologias que foram acompanhadas pelo estande do governo” disse a secretária de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Rosane Nassar Meireles Guerra.

No estande do governo do Maranhão, o sucesso foi grande especialmente quando houve a possibilidade de interação nos totens com fotografias e naqueles que contavam um pouco mais da cultura, do turismo e do desenvolvimento da indústria no estado.sbpc

O projeto idealizado pelo governo foi capitaneado porto das as secretarias, que estiveram presentes durante os cinco dias de stand. O envolvimento com a interatividade deixou entusiasmada, especialmente, a turma mais jovem, como as estudantes Luana e Jaqueline, de 13 e 14 anos, de uma escola da rede pública de São Luís. “Aqui a gente fica olhando, mexendo,interage e conhece mais do Maranhão. Tem locais bonitos que eu vi aqui e já me deu vontade de ir pessoalmente”, diz a jovem Jaqueline.

De acordo com o balanço apresentado pela UFMA, estiveram presentes na Cidade Universitária representantes de 700 cidades do país, de todos os estados brasileiros, que participaram das 55 mesas redondas, 48 conferências, 46minicursos, 5 assembléias e 3 sessões especiais. Todas elas, voltadas para os conhecimentos em ciência e propensos a discutir os saberes científicos. “O balanço geral em números é bastante positivo, eu tive o privilégio de coordenar muitos desses evento. As salas estiveram cheias. Nós discutimos educação essencialmente, a cidadania e o debate em prol da ciência”, afirmou Helena Nader, presidente da SBPC.

A presidente da SBPC também elogiou a organização do evento, que foi a primeira completamente inclusiva, permitindo o acesso na cidade universitária através de rampas para os portadores de mobilidade reduzida, bem como todas as palestras coma linguagem em libras. O coordenador do departamento de acessibilidade da UFMA,José Evandro, comemorou. “Precisamos fazer com que a tecnologia também seja elaborada para que a pessoa que tenha deficiência, também tenha acesso a ela”,afirmou.SBPC Jovem – Outro destaque durante a reunião foi a SBPC Jovem, que recebeu um grande número de visitantes durante todos os dias.

O Governo do Estado investiu R$ 475 mil reais no projeto. O coordenador da SBPC Jovem, Antônio Luiz Pereira, que também é o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão, Fapema, afirmou que o sucesso desse segmento foi conquistado graças ao trabalho feito diretamente pelos jovens. “Superou nossas expectativas, mas isso só foi possível por ter sido um evento de jovens, feito pelos jovens que organizaram tudo”, comemora.

  Categorias: