Semana de Ciência e Tecnologia atrai público diversificado

Semana de Ciência e Tecnologia atrai público diversificado
outubro 20 21:44 2011

criancassCrianças e adultos de todas as idades estão participando e aproveitando para aprender sobre conhecimento científico e tecnológico, criatividade e inovação durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). O evento, promovido pelo Governo do Estado por meio da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Sectec) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAPEMA), acontece até o próximo sábado (22), no estacionamento do São Luís Shopping.

Durante a programação desta quinta-feira, 20, alunos de várias escolas públicas de São Luís visitaram o local e participaram de palestras, oficinas, mini-cursos, além de serviços disponíveis nos estandes. Os visitantes recebem mudas de árvores da flora maranhense, como Mamorana, Juçara e Café- Bravo.

A servidora pública Maria das Virgens Silva, de 71 anos, viajou da cidade de Colinasidososs para participar durante toda a programação do evento, buscando se atualizar sobre os assuntos das diversas áreas do conhecimento. “Estou gostando muito e acho que os professores precisam trazer seus alunos para vivenciar”, avaliou.

Uma turma de mais de 20 alunos do Centro de Ensino Bernardo Coelho de Almeida estiveram visitando o local e presenciando demonstrações e experimentos químicos. Para o aluno Charlison Carlos, de 16 anos, as experiências vistas no evento são importantes para o futuro dos estudantes, que mais tarde podem ser necessárias. “Caso o aluno se identifique com algum desses temas, também poderá nos ajudar a escolher nossas profissões”, disse.

Cerca de 10 alunos de uma turma da 4ª série da escola Viriato Correa, no bairro do Anil, participaram de uma oficina de confecção de rosa-dos-ventos artesanal. A oficina utilizou bússolas, ímãs, agulhas, água e isopor para mostrar aos alunos os efeitos de imantação do metal, ajudando-os a produzir suas próprias rosas-dos-ventos, onde agulhas flutuando em água imitam a posição de bússolas. “Eu gostei muito das bússolas e aprendi as posições norte, sul, leste e oeste”, declarou o aluno Luiz Henrique, de 10 anos.

  Categorias: