Seminário Patrimônio Cultural e Cidades Criativas marca 25 anos do curso de turismo da UFMA

Seminário Patrimônio Cultural e Cidades Criativas marca 25 anos do curso de turismo da UFMA
setembro 19 17:21 2012

       

Gerar empregos, criar oportunidades, gerenciar a preservação patrimonial e impulsionar o turismo. Essas propostas foram apresentadas como necessárias para São Luís, na abertura do seminário “Patrimônio Cultural e Cidades Criativas: interfaces com o desenvolvimento local integrado”. O evento aconteceu no Centro de Ciências Sociais, na Universidade Federal do Maranhão e marcou o início das comemorações dos 25 anos do curso de Turismo da UFMA.

semiEstiveram presentes na abertura do evento o Reitor da UFMA, Natalino Salgado; a presidente do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico do Maranhão, Kátia Bogéa; a Assessora Especial da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), profª Cláudia Coelho; além de representantes das secretarias estadual e municipal de turismo.

Durante a cerimônia, a coordenadora do curso de turismo da UFMA, Roseli Câmara, ressaltou a necessidade do aperfeiçoamento nas relações que levem a cidade de São Luís a potencializar seus espaços criativos. “Isso só será possível através da construção do conhecimento e da reflexão, criando espaços integrados que possibilitem a boa relação entre o patrimônio histórico, o capital e a economia criativa”, destacou. As cidades criativas são espaços urbanos que agregam atividades sociais e artísticas, indústrias culturais e governo numa relação mais próxima.

Esses aspectos vão ser abordados durante os dois dias em que o evento vai acontecer na UFMA. Nele, serão discutidos temas que agreguem contribuições para estabelecer estratégias criativas na cidade que auxiliem na geração de empregos, na melhoria da qualidade de vida da população, na promoção da diversidade cultural e no aumento do potencial criativo de empresas.

Também acontecem oficinas e mesas redondas, que vão tratar sobre Estratégias para o desenvolvimento de espaços criativos; Tecnologia, globalização e uso da criatividade; Criação de redes de negócios e cidades criativas; e Museus e cidades criativas. A palestra de abertura sobre “Clusters Criativos, comunidades criativas: desafios e oportunidades” foi feita pela profª da Universidade Federal de Minas Gerais, Ana Flávia Machado.

Para o reitor da UFMA, Natalino Salgado, o debate sobre cidades criativas é bastante oportuno, pois coincide com o quarto centenário da cidade de São Luís. “E nesses vinte e cinco anos de curso de turismo, temos conquistas que merecem ser celebradas. Esse debate proporciona a descoberta do nosso potencial e nossa vocação natural de nos tornarmos um pólo criativo do nordeste”, analisou.

Editais de Apoio – A assessora especial da Fapema, Cláudia Coelho representou presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico no Maranhão, Antônio Luiz Amaral Pereira. Ela destacou que a fundação contribuiu com o curso ao longo dos anos através de editais como o AREC (Apoio a Realização de Eventos Científicos, Tecnológicos e Inovação) que tem como objetivo apoiar a realização de eventos científicos, tecnológicos e/ou de inovação no Maranhão, incluindo Congressos, Seminários, Workshops, e similares de âmbito internacional, nacional, regional e local.

“E aqui nós temos uma programação vastíssima que está muito voltada para a ciência e a tecnologia, como, por exemplo, oficinas de reciclagem na cidade de Pinheiro, que contam com a experiência sustentável em prol da economia local. Ou seja, só aí temos a prova dessa ligação da ciência e da tecnologia com as mais diversas áreas do conhecimento, como o meio ambiente e o turismo”, observa.

Ao final do evento, os participantes do evento foram convidados a visitar um painel comemorativo que conta através de fotografias os vinte e cinco anos do curso de turismo. Até sexta-feira, haverá ainda uma conferência com o representante do Ministério do Turismo, Wilken Souto e uma mesa redonda sobre Economia Criativa e Desenvolvimento Sustentável.

 

 

 

 

  Categorias: