SNCT registra recorde de público e de atividades

SNCT registra recorde de público e de atividades
outubro 24 12:16 2011

gov_sncttO último dia da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) foi marcado pela visita do vice-governador do Estado, Washington Oliveira, que representou a governadora Roseana Sarney. O vice-governador fez questão de prestigiar todos os estandes e se mostrou entusiasmado com o que viu. Segundo dados do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o Maranhão, em 2011, ocupou o 3º lugar no ranking dos estados do Nordeste e 7º lugar no Brasil em número de atividades durante a realização da Semana, ficando a frente de estados como São Paulo e Rio Grande do Sul. Ao todo, foram realizadas no estado 958 ações.

“O Maranhão começa a debater e discutir políticas públicas que são fundamentais para o desenvolvimento do estado. Esse evento contribui muito com isso. Aqui foram expostas experiências científicas aqui mesmo do nosso estado, em um esforço da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, que tem o papel de organizar e estimular essas pesquisas e ações que são importantíssimas para o desenvolvimento do Maranhão, principalmente agora com o crescimento econômico que estamos vivendo”, pontuou, Washington Oliveira.

A visita do vice-governador foi acompanhada pela secretária de Ciência e Tecnologia, Olga Simão; pela diretora Científica da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Rita Seabra, representando a diretora-presidente da Fundação, Rosane Guerra; pelo vice-reitor da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Antônio Oliveira; e pelos Secretários de Estado de Desenvolvimento Agrário, Conceição Andrade, e de Desenvolvimento Social, Francisco Gomes.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) foi a responsável por uma das exposições que mais chamaram a atenção do público, uma máquina de beneficiamento do babaçu, que descaroça o coco, retirando, separadamente, o epicarpo, o mesocarpo e a amêndoa, possibilitando um aproveitamento integral do fruto. “Temos estimulado isso para que possamos melhorar as condições de vida no campo, principalmente, das quebradeiras de coco babaçu. A ideia é que a máquina processe uma tonelada de babaçu por hora e que essas mulheres tenham uma renda mínima mensal de R$ 3mil”, vislumbrou o secretário Francisco Gomes.maquinaa

Público recorde –Passaram diariamente pela SNCT 2011 cerca de duas mil pessoas. Além das visitas aos stands, quem passou pelo evento pode participar de palestras, mini-cursos, oficinas, além de atividades, como o Planetário, o Cubo Mágico e a visita ao Barco Estandarte, projeto desenvolvido pelo Estaleiro Escola.

O principal objetivo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, segundo a secretária de Estado da Ciência e Tecnologia, Olga Simão, conseguiu ser atingido. “Conseguimos atingir uma grande quantidade de pessoas e um número muito grande de jovens e estudantes participou das atividades. Foi uma semana de muito sucesso, atingimos um público recorde. Então, realmente, conseguimos difundir para a população nossas experiências, os nossos trabalhos científicos e, assim, cumprimos o objetivo da semana”, ressaltou a secretária.

A SNCT, que teve como tema “mudanças climáticas, desastres naturais e prevenções de risco” e aconteceu simultaneamente em todo o Brasil, entre os dias 17 a 23 de outubro, foi uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sectec) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema).

Participação do interior-As atividades da SNCT não se resumiram à realização de atividades na capital do estado. Além de São Luís, outras 16 cidades maranhenses participaram ativamente do maior evento de popularização da ciência e tecnologia no Brasil.

Imperatriz, Timon, São Raimundo das Mangabeiras, Caxias, Chapadinha e Bacabal foram algumas das que entraram na discussão sobre o tema por meio de palestras, cursos, oficinas e feiras. Os municípios receberam incentivos do Governo do Estado, por meio do Programa de Apoio à Popularização da Ciência e Tecnologia/Semana Nacional De Ciência e Tecnologia – SCT.

Parceiros-Cerca de 170 parceiros colaboraram com a realização da edição regional da SNCT 2011, como as Secretarias de Estado de Meio Ambiente, Educação, Minas e Energia, Igualdade Racial, das Cidades e Planejamento, Orçamento e Gestão, o Gabinete Militar, bem como as Universidades Federal e Estadual do Maranhão, Uniceuma, Instituto Federal do Maranhão, Cest, Faculdade São Luís, Pitágoras, Instituo Florence, entre outras instituições de ensino superior.

Também colaboraram o Sebrae, a Vale, Alumar, Eletronorte, Suzano, Renosa e Banco do Brasil, assim como a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), o Centro de Lançamento de Alcântara, a Academia Maranhense de Letras, entre outros.

  Categorias: