Stands das FAPS movimentam EXPOT&C, na SBPC

Stands das FAPS movimentam EXPOT&C, na SBPC
julho 29 20:19 2010

Stand-1É grande a movimentação de pessoas interessadas nas últimas novidades da ciência e tecnologia. A EXPOT&C, exposição de ciência, tecnologia e inovação, que acontece dentro da 62ª Reunião Anual da SBPC, contabiliza cerca de cinco mil visitantes diariamente, entre pesquisadores, estudantes, professores, profissionais, curiosos e, sobretudo, jovens.

A exposição reúne 120 expositores, entre universidades, institutos de pesquisa, agências de fomento e órgãos governamentais, além de outras organizações de todo o país, preocupadas em apresentar novas tecnologias, produtos e serviços. Entre os stands mais visitados, estão o do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), que proporciona uma viagem científica em 3D, ao exibir o degelo das calotas polares ocasionado pelo aquecimento global; o do Ministério do Esportes, que disponibilizou áreas de lazer para práticas desportivas, como minicampo de golfe, tênis de mesa e jogos de xadrez; o da Marinha, onde é possível conhecer virtualmente o interior do único navio polar brasileiro e ver como funciona o satélite sinobrasileiro CBERS; e oStand-4s stands das Fundações de Amparo à Pesquisa do país, que têm sido bastante procurados devido a oferta de informações sobre modalidades de apoio à pesquisa científica, e distribuição de revistas, cartilhas e livros.

Na área destinada à EXPOT&C, a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) juntou suas ações às das instituições correlatas de outros estados, na exposição do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP). “A articulação entre as Fundações tem resultado no desenvolvimento de projetos em conjunto, em torno de interesses comuns a vários estados, como a ReStand-3de Malária”, afirmou o secretário-executivo do Conselho, Luiz Carlos Nunes. 

Ao todo, são 23 agências de fomento estaduais congregadas pelo CONFAP. Na SBPC, foram expostos os programas de incentivo à pesquisa e à inovação desenvolvidos pela FAPEMA, além das estratégias para divulgação e popularização de CT&I no Maranhão, com destaque ao Programa de Apoio à Pesquisa na Empresa (PAPPE – Subvenção Econômica); à Revista Inovação, que difunde, em forma de jornalismo científico, os resultados dos principais esStand-2tudos realizados no Estado; e às demais publicações financiadas por meio do Auxílio à Publicação (Apub).  

“A EXPOT&C é uma vitrine do que está sendo feito nas grandes universidades e centros de pesquisa do Brasil em termos de pesquisa, desenvolvimento, educação e inovação”, afirma a coordenadora do evento, Simone Santana Franco. “Ela está se fortalecendo, a cada ano, como uma exposição sênior de projetos de pesquisa e desenvolvimento realizados por instituições de C&T consolidadas no panorama nacional”, avalia.Stand-5

Os expositores da mostra ocupam uma área de 6 mil m², em tendas climatizadas, que estão localizadas no estacionamento do campus da Universidade Federal do Rio Grande Norte (UFRN), ao lado do campo de futebol. A exposição estará aberta ao público até amanhã (30).

  Categorias: