Tecnologias que reduzem emissão de CO2 são apresentadas na Mostra Científica do Maranhão

Tecnologias que reduzem emissão de CO2 são apresentadas na Mostra Científica do Maranhão
outubro 26 13:15 2010

stand-embrapaNovas tecnologias do setor agrário prometem reduzir a emissão de gás carbônico (CO2) e óxido nitroso (NO2) em até 156 milhões de toneladas, nos próximos dez anos. Estima-se que somente o CO2 seja responsável por cerca de 60% do efeito estufa, fenômeno causador do aquecimento da Terra. A novidade foi apresentada pela Embrapa na 1ª Mostra Científica do Maranhão, encerrada na noite de sexta-feira, 22, e que reuniu milhares de pessoas.

As tecnologias se baseiam na Agricultura de Baixa Emissão de Carbono, que utiliza formas mais sustentáveis e eficazes de produção no campo. Os pesquisadores da Embrapa sugerem a adoção do “Plantio Direto na Palha”, “Integração Lavoura-pecuária-floresta”, “Recuperação de Pastagens Degradadas” e “Fixação Biológica de Nitrogênio”.

No Maranhão, as inovações estão sendo testadas, para a identificação dos modelos que mais se adaptam à região. A tecnologia de “Integração Lavoura-pecuária-floresta” está em experimentação no município de São Raimundo das Mangabeiras (cerrado maranhense), com o plantio conjunto de milho e forragem, desde a safra 2004/2005.

O estudo coordenado pelo pesquisador Hoston Tomas Santos do Nascimento, na Unidade de Observação colocada no município, mostrou um rendimento de 8.520 a 9.360 kg/ha, no cultivo do milho. A planta forrageira, popularmente conhecida como capim, alcançou uma média de 31,7 toneladas de massa verde, por hectare.

“O sistema se consolidou pelos resultados biológicos, que incluem o aumento da matéria orgânica, controle de ervas invasoras e redução da aplicação de agrotóxicos”, explicou o pesquisador José Mário Ferro Frazão, que elencou, ainda, os ganhos econômicos, com a agregação de valor aos produtos.        

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), órgão idealizador da Mostra Científica, apoia a divulgação das novas tecnologias. A Embrapa tem realizado seminários, dias de campo e treinamentos para apresentar as inovações aos produtores do Estado.  

  Categorias: